Publicidade

Correio Braziliense

Nove produções brasileiras concorrem ao prêmio Emmy Internacional

A série '1 contra todos' concorre como melhor drama, além de Marjorie Estiano e Raphael Logam estarem entre os indicados a melhor atriz e ator


postado em 19/09/2019 13:05 / atualizado em 19/09/2019 13:06

Com três temporadas, '1 contra todos' concorre na categoria de melhor série dramática(foto: Fox/Divulgação)
Com três temporadas, '1 contra todos' concorre na categoria de melhor série dramática (foto: Fox/Divulgação)

Nesta quinta-feira (19/9), os indicados ao 47º Emmy Internacional foram apresentados. O prêmio reconhece as produções televisivas produzidas e exibidas fora dos Estados Unidos. São 44 indicados, sendo que nove são de produções brasileiras.

Marjorie Estiano concorre na categoria de melhor performance entre atrizes pela atuação em Sob pressão, da Globo. Entre os atores, Raphael Logam é o nome brasileiro, pela interpretação no seriado Impuros, da Fox. A minissérie da Globo, Se eu fechar os olhos agora, concorre ao prêmio de melhor filme para TV/Minissérie.

O Brasil ainda aparece nas categorias melhor programa artístico, com Ópera aberta — Os pescadores de pérolas, da HBO; melhor comédia, com o Especial de Natal Porta dos fundos, do canal Porta dos fundos e Netflix; A primeira pedra, do canal Futura concorre em melhor documentário. Entre os melhores dramas, está a terceira temporada de 1 contra todos. Da HBO, a terceira temporada de Magnífica 70 compete entre os melhores programas de língua estrangeira nos Estados Unidos e Hack the city, da Fox, concorre a melhor série curta.

Para anunciar os vencedores, no dia 25 de novembro, haverá uma cerimônia no Hilton New York Hotel, em Nova York.

Confira todos os indicados:


Melhor atriz:
  • Radhika Apte por Lust stories — Índia
  • Jenna Coleman por The cry — Reino Unido 
  • Marjorie Estiano por Sob pressão — Brasil
  • Marina Gera por Orok tel — Hungria

Melhor ator:
  • Haluk Bilginer por Sahsiyet — Turquia
  • Christopher Eccleston por Come home — Reino Unido
  • Raphael Logam por Impuros — Brasil
  • Jannis Niewöhner por Beat — Alemanha

Melhor filme para TV/Minissérie:
  • Se eu fechar os olhos agora — Brasil
  • Lust stories — Índia
  • Safe harbour — Austrália
  • Trezor — Hungria

Melhor programa artístico:
  • Dance or die — Holanda
  • John and Yoko: Above us only sky — Reino Unido
  • Michel Legrand, sans demi-mesure — França
  • Ópera aberta – Os pescadores de pérolas — Brasil

Melhor comédia:
  • Especial de Natal Porta dos fundos — Brasil
  • FAM! — Singapura
  • Kupa rashit — Israel
  • Workin' moms — Canadá

Melhor documentário:
  • A primeira pedra — Brasil
  • Bellingcat – Truth in a post-truth world — Holanda
  • Louis Theroux’s altered states — Reino Unido
  • Witness: India’s forbidden love — Qatar

Melhor drama:
  • 1 contra todos — Brasil
  • Bad banks — Alemanha
  • McMafia — Reino Unido
  • Sacred games — Índia

Melhor programa de língua estrangeira nos Estados Unidos:
  • Al otro lado del muro — Estados Unidos
  • El recluso — Estados Unidos
  • Falco — Estados Unidos
  • Magnífica 70 — Estados Unidos da América

Melhor série curta:
  • dxyz — Coreia do Sul
  • Hack the city — Brasil
  • Luottomies — Finlândia
  • Wrong kind of black — Austrália

Melhor novela:
  • 100 dias para enamorarse — Argentina
  • La reina del flow — Colômbia
  • The river — África do Sul
  • Vidas opostas — Portugal

Melhor programa de entretenimento sem roteiro:
  • La voz — Argentina
  • Taboe — Bélgica
  • The remix – India — Índia
  • The real full monty: Ladies night — Reino Unido

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade