Publicidade

Correio Braziliense

Emmy Awards entrega premiação da 71ª edição neste domingo em Los Angeles

Na 71ª edição do Emmy Awards, Game of thrones figura como grande favorito


postado em 22/09/2019 06:02

Com 10 prêmios técnicos garantidos, Game of thrones busca mais estatuetas(foto: HBO/Divulgação)
Com 10 prêmios técnicos garantidos, Game of thrones busca mais estatuetas (foto: HBO/Divulgação)
Em maio deste ano, a série Game of thrones, da HBO, encerrou sua história após oito temporadas. O final da saga fantasiosa dividiu opiniões e amargou críticas negativas de fãs e especialistas. Mesmo assim, hoje, a partir das 20h, quando a TNT começar a transmitir a cerimônia de premiação do Emmy Awards em Los Angeles, GoT deve ser protagonista. O seriado criado pela dupla David Benioff e D.B. Weiss bateu recorde de indicações: 32 no total, incluindo categorias técnicas e principais.

Game of thrones já deu o primeiro passo para ser o grande vencedor do Emmy. Na prévia do Emmy, quando a academia entrega os prêmios técnicos, no chamado Emmy Creative Arts, a produção inspirada nos livros de George R.R. Martin levou 10 estatuetas: mixagem de som; edição de som; efeitos visuais; figuro de fantasia/ficção científica; maquiagem; coordenação de dublês em série de drama; abertura; composição de trilha sonora; elenco de série de drama; edição de série de drama.

Na noite de hoje, a expectativa é de que GoT leve, ao menos, o prêmio principal, o de melhor série dramática, conquistado em 2018. Os atores indicados às categorias coadjuvantes, como Peter Dinklage e Lena Headey que viviam Tyrion e Cersei, respectivamente, são apontados como favoritos. Dinklage levou a estatueta em três oportunidades: 2018, 2015 e 2011. Agora será mais difícil para Emilia Clarke e Kit Harington, intérpretes dos protagonistas Daenerys e Jon Snow, que tem uma concorrência forte nas categorias de melhor atriz e ator.

Com Game of thrones dominando o prêmio de melhor série dramática, as outras produções devem brilhar em categorias, como de atriz e ator. Emilia Clarke tem a concorrência de duas atrizes de Killing Eve, Jodie Comer e Sandra Oh; Viola Davis, por How to get away with murder; Laura Linney, de Ozark; Mandy Moore, por This is us; e Robin Wright, de House of cards. Quem aparece como favorita é Sandra Oh, ex-Grey’s anatomy. Entre os homens, a disputa fica entre Jason Bateman (Ozark); Sterling K. Brown (This is us); Kit Harington (Game of thrones); Bob Odenkirk (Better call Saul); Billy Porter (Pose); e Milo Ventimiglia (This is us). As apostas vão para Sterling K. Brown, que já levou o prêmio em 2016, e Bob Odenkirk.

Predominância


Não é apenas Game of thrones que tem sua última chance no 71º Emmy. Essa será a última edição do prêmio para a série de comédia Veep. Queridinha da premiação em outros tempos, a produção de humor está na disputa de melhor série cômica. Mas tem grandes concorrentes, como The marvelous Mrs. Maisel e Fleabag, ambas da Amazon Prime Vídeo. Mesmo assim, o prêmio deve ficar com Veep. É tradição do Emmy dar adeus as séries com estatuetas.

Queridinha, Veep tem última chance de levar prêmios nesta edição(foto: Bill Gray /HBO/Divulgação)
Queridinha, Veep tem última chance de levar prêmios nesta edição (foto: Bill Gray /HBO/Divulgação)
Veep ainda deve sair com, ao menos, mais um prêmio. A protagonista da trama Julia Louis-Dreyfus está indicada como melhor atriz, estatueta que ela já levou por Veep em 2017, 2016, 2015, 2014, 2013 e 2012. Favoritíssima, Julia tem a concorrência de Christina Applegate (Disque amiga para matar), Rachel Brosnahan (The marvelous Mrs. Maisel); Natasha Lyonne (Boneca russa); Catherine O’Hara (Schitt’s Creek); e Phoebe Waller-Bridge (Fleabag).

Na categoria masculina, os favoritos são Michael Douglas, por O método Kominsky, e Bill Harder, por Barry. Há ainda indicações para Anthony Anderson (Black-Ish); Don Cheadle (Black monday); Ted Danson (The good place); e Eugene Levy (Schitt’s Creek).

Disputa acirrada


Olhos que condenam (foto): disputa acirrada com Chernobyl(foto: Atsushi Nishijima/Netflix)
Olhos que condenam (foto): disputa acirrada com Chernobyl (foto: Atsushi Nishijima/Netflix)
Entre as minisséries, a disputa deve ser apertadíssima. A categoria tem produções bastante elogiadas, como Chernobyl, da HBO, e Olhos que condenam, da Netflix, que devem travar uma bela briga no Emmy. Das cinco minisséries indicadas, todas merecem. Mas a disputa deve ficar entre Chernobyl e Olhos que condenam, as produções mais comentadas de 2019.

As duas minisséries voltam a se enfrentar com força na categoria de melhor ator. Os favoritos são Jharrel Jerome, de Olhos que condenam, e Jared Harris, de Chernobyl. Por fora estão nomes de peso, como Mahershala Ali (True detective), Benicio Del Toro (Escape at Dannemora); Hugh Grant (A very english scandal); e Sam Rockwell (Fosse/Verdon).

Já a categoria feminina deve trazer outras minisséries à disputa. Objetos cortantes tem chance com Amy Adams; Escape at Dannemora com Patricia Arquette; Olhos que condenam com Aunjanue Ellis e Niecy Nash; The act com Joey King; e Fosse/Verdon com Michelle Williams. Aqui várias favoritas, entre elas Patricia Arquette, que já venceu o mesmo prêmio em 2005 por Medium; e Michelle Williams.

Mais informações


Cerimônia de premiação

• A partir das 20h, a TNT passa a exibir o tapete vermelho do Emmy, em Los Angeles. A cerimônia de premiação, no Microsoft Theatre em Los Angeles, está prevista para as 22h. Essa será a quarta vez na história do Emmy sem um mestre de cerimônia específico.Na transmissão brasileira estarão Carol Ribeiro e Hugo Gloss entrevistando as estrelas no tapete vermelho. A apresentação fica por conta de Dane Taranha.

Brasil no Emmy Internacional

• Na última quinta-feira, o 47º Emmy Internacional, que reconhece produções televisivas exibidas fora dos Estados Unidos, divulgou os indicados. Nove produções brasileiras apareceram entre os 44 indicados. Marjorie Estiano concorre na categoria de melhor performance entre atrizes pela atuação em Sob pressão, da Globo. Entre os atores, Raphael Logam é o nome brasileiro, pela interpretação no seriado Impuros, da Fox. A minissérie da Globo, Se eu fechar os olhos agora, concorre ao prêmio de melhor filme para TV/Minissérie. O Brasil ainda aparece nas categorias melhor programa artístico, com Ópera aberta — Os pescadores de pérolas, da HBO; melhor comédia, com o Especial de Natal Porta dos fundos, do canal Porta dos fundos e Netflix; A primeira pedra, do canal Futura, concorre em melhor documentário. Entre os melhores dramas, está a terceira temporada de 1 contra todos. Da HBO, a terceira temporada de Magnífica 70 compete entre os melhores programas de língua estrangeira nos EUA e Hack the city, da Fox, concorre a melhor série curta.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade