Publicidade

Correio Braziliense

Horóscopo do dia: confira o que os astros revelam para esta segunda (14)

Veja o horóscopo por Oscar Quiroga para desvendar esta segunda-feira, 14 de outubro, de acordo com cada signo


postado em 14/10/2019 06:00

Horóscopo desta segunda-feira, 14 de outubro(foto: Stan Honda/AFP; CB)
Horóscopo desta segunda-feira, 14 de outubro (foto: Stan Honda/AFP; CB)

Respiração e angústia

Data estelar: Sol e Plutão em quadratura; Lua Cheia é também Vazia até 13h24, horário de Brasília

 

A angústia é tão inevitável quanto respirar. Porém, da mesma forma com que nós, humanos, podemos brincar com a respiração, modulando seu ritmo, intensidade e profundidade, também podemos fazer isso com a angústia. Evidentemente, isso requer força de vontade e presença de espírito, porque tornar uma função automática, como a respiração, no ponto de apoio para que, por própria decisão, ela responda aos nossos comandos e nos sirva para que a mente se acalme, nada isso não poderia acontecer automaticamente. O mesmo há de acontecer com a angústia que, de forma inevitável, nos assalta em dias como hoje, que misturam a intensidade do infinito com as limitações e distorções com que temos de lidar. A angústia pode ser equalizada como a respiração.

ÁRIES (nascimento entre 21/3 a 20/4)

Em vez de tomar iniciativas estrambelhadas e sem eira nem beira, respire fundo e aguarde as coisas se desenharem com mais definição para, aí sim, tomar as devidas iniciativas pertinentes a cada caso. Tudo em ordem.

TOURO (nascimento entre 21/4 a 20/5)

Saber o que precisa ser feito, mas não ter presença de espírito para o fazer, eis uma situação tensa que há de ser administrada com sabedoria, já que não se resolveria com rompantes. O tempo está ao seu favor.

GÊMEOS (nascimento entre 21/5 a 20/6)

Está tudo muito estranho, melhor levar a sério essa sensação para não cometer o erro de tratar este dia como se fosse qualquer outro. Recue, observe, porque tomando distância você recuperará a lucidez. Isso ajudará.

CÂNCER (nascimento entre 21/6 a 21/7)

Pressionar para que as pessoas façam o que prometeram parece ser uma atitude razoável. Porém, se você observar que ela se torna um tiro que sai pela culatra, melhor recue e tente encontrar outra estratégia diferente.

LEÃO (nascimento entre 22/7 a 22/8)

Esperar que as pessoas cumpram as tarefas de suas responsabilidades é algo natural, porém, a realidade demonstra que, em dias como hoje, em que todo mundo anda desorientado, é mais sábio deixar de lado essa expectativa.

VIRGEM (nascimento entre 23/8 a 22/9)

Além de todas as tarefas que fazem parte da rotina, você também há de se divertir, passando bons momentos que sirvam ao propósito de a leveza ser parte integrante de tudo que você experimentar no dia a dia. Assim sim.

LIBRA (nascimento entre 23/9 a 22/10)

Aquilo que você tem intenção de colocar em marcha hoje precisa ser amadurecido um pouco mais, porque a precipitação seria contraproducente. Tome seu tempo, respire fundo, siga em frente, mas com comedimento.

ESCORPIÃO (nascimento entre 23/9 a 21/11)

Apesar da impaciência que anda tomando conta de sua alma, continua sendo improdutivo que você se oriente por ela. Procure se conter, porque através dessa atitude você ganhará tempo e amadurecimento. É assim.

SAGITÁRIO (nascimento entre 22/11 a 21/12)

Chegou aquela hora em que continuar dando o dito pelo feito se mostra extremamente negativo, porque se perdem tempo, expectativas e recursos. É hora de alguém fazer mais do que fala, agir em silêncio pelo bem de todos.

CAPRICÓRNIO (nascimento entre 22/12 a 20/1)

Ainda que você não tenha certeza absoluta sobre o que precisa ser feito, é melhor errar por fazer do que depois ter de se arrepender por não ter aproveitado a ocasião e avançado com os assuntos em pauta.

AQUÁRIO (nascimento entre 21/1 a 19/2)

Há assuntos que é melhor deixar de lado até que o cenário mude e as pessoas enxerguem a realidade que, por enquanto, lhes passa despercebida. Chegou a hora de você mudar um pouco suas estratégias de esclarecimento.

PEIXES (nascimento entre 20/2 a 20/3)

Demonstrações de força são necessárias em alguns momentos, porque sem elas aconteceriam motins que ficariam descontrolados sem intervir neles. Porém, esse é um recurso que você precisa dosar com astúcia e inteligência.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade