Publicidade

Correio Braziliense

Morre, aos 88 anos, o ex-diretor da TV Globo Maurício Sherman

De acordo com a família, ele morreu em casa, na Zona Sul do Rio de Janeiro. O motivo da morte ainda não foi comunicado


postado em 17/10/2019 10:17 / atualizado em 17/10/2019 13:27

(foto: Jorge Rodrigues Jorge/Carta Z Notícias)
(foto: Jorge Rodrigues Jorge/Carta Z Notícias)
Um dos nomes mais importantes da tevê brasileira e da TV Globo, o diretor Maurício Sherman morreu nesta quinta-feira (17/10), aos 88 anos. De acordo com a família, ele faleceu em casa, na Zona Sul do Rio de Janeiro. O motivo da morte teria sido complicações de uma doença renal crônica.

 

Um dos pioneiros da TV no Brasil, como ator, produtor e diretor, Sherman nasceu filho de pais poloneses em 21 de janeiro de 1931, em Niterói, Rio de Janeiro. Formou-se em direito na Universidade Federal Fluminense (UFF) no fim dos anos 1940, mas desde a adolescência já trabalhava com teatro.

Aos 18 anos, em 1949, começou a trabalhar na Rádio Guanabara, onde conheceu Chico Anysio, Nelson Rodrigues e Fernanda Montenegro. Já nessa época era considerado um dos melhores diretores do da programação brasileira.

Entre suas obras mais emblemáticas está a criação do Fantástico, a direção do Domingão do Faustão e a versão televisiva de Gabriela Cravo e Canela, primeira novela da televisão brasileira a ser gravada em videoteipe.

 

Sherman também é a mente por trás dos humorísticos Faça amor, não faça guerra, Chico City, Chico Anysio Show, Os Trapalhões e Zorra Total, além de dirigir artisticamente o sucesso infantil dos anos 1990 TV Colosso.  No cinema, foi responsável pela dublagem de filmes clássicos da Disney, entre eles, Pinóquio e A Bela Adormecida.

 

Além da Rede Globo, também passou por outras emissoras de televisão. Nos anos 1980, na Rede Manchete, revelou Xuxa Meneghel como apresentadora e Angélica, que na época tinha apenas 11 anos.

Repercussão

A morte do diretor repercutiu entre famosos e colegas de trabalho de Sherman. A apresentadora Ana Maria Braga dedicou alguns minutos do Mais Você para homenagear Maurício. Ela disse que ele era um dos maiores conhecedores de televisão do mundo e agradeceu pela recepção carinhosa em sua transferência da Record para a Globo, em 1999.

 

Angélica, que foi revelada por Sherman aos 11 anos, usou sua página no Instagram para prestar homenagem ao diretor. "Minha gratidão e amor. obrigada Mauricio Sherman pra sempre. Ele é o grande responsável por tudo na minha história", escreveu a apresentadora.

 

O ator humorista Leandro Hassum disse, em vídeo no Twitter, que recebeu a notícia da morte de Sherman com o "coração apertado". "O cara responsável por muito do meu sucesso hoje deixou a gente. Vai fazer uma falta monstruosa", lamentou o ator.



 

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade