Publicidade

Correio Braziliense

Em entrevista ao Correio, Duda Beat diz que começou a produzir o novo disco

O álbum deve chegar às plataformas no ano que vem


postado em 21/10/2019 16:32 / atualizado em 21/10/2019 17:10

A cantora é conhecida por cantar sofrência embalada com batidas eletrônicas(foto: Duda Beat/Divulgação)
A cantora é conhecida por cantar sofrência embalada com batidas eletrônicas (foto: Duda Beat/Divulgação)

O álbum Sinto muito marcou a estreia da pernambucana Duda Beat, considerada a revelação da sofrência pop. O trabalho chegou às plataformas digitais em abril de 2018 e, desde então, a cantora segue colhendo os frutos do primeiro disco. Com 11 faixas inéditas e de autoria da recifense, Duda Beat mistura tecno, brega, pop, trap e reggae nas composições.

A cantora explodiu e fez sucesso cantando sofrência, ela conquistou alguns nomes da música brasileira resultando em novos feats. Como Tiago Iorc com a parceria em Tangerina, Xanalá em conjunto com Gaby Amarantos e Sobrou silêncio com Rashid. “Os feedbacks desses trabalhos estão incríveis e maravilhosos. Acho que estamos na Era do feat, é tão importante os artistas se juntarem e fazerem músicas juntos. Todas essas parcerias estão rendendo ótimos frutos”, conta Duda Beat em entrevista ao Correio.

Conhecida como “rainha da sofrência pop”, Duda Beat canta sobre relacionamentos, desilusões amorosas e amor próprio. “Eu inspiro meu trabalho no que eu vivi. Todas as minhas músicas são sobre a minha vida e as coisas que eu observo ao meu redor. Essa temática dos relacionamentos é muito presente na minha vida, desde criança eu me apaixono por pessoas que não ficam comigo”, afirma a cantora.

“Felizmente, neste momento da minha vida estou super realizada no amor, acho que pela primeira vez na vida. É fácil a gente escrever sobre o que a gente conhece bem. E, no meu caso, me apaixonei muito por pessoas que não ficaram comigo. E tive que ter muito amor próprio para cuidar de mim e para conseguir as coisas que eu estou conquistando”, completa.

Além de relacionamentos, a cantora levanta em todas as apresentações a bandeira nordestina. Nascida e criada em Recife, Duda Beat busca levar um pouco da terra-natal para outras regiões. “Isso pra mim é muito especial e é muito único, pois eu vim dali, eu cresci ali. A minha formação musical é de Recife. Cresci ouvindo brega, Lenine, Maracatu, Nação Zumbi e é muito importante e empoderador para mim, levar Recife para o mundo. Quero chegar a lugares que eu ainda não fui e estou bem animada para continuar essa turnê incrível”, pontua a compositora.

Novo disco


Há pouco mais de um ano do lançamento do primeiro disco, a pernambucana já prepara o novo álbum, que deve chegar às plataformas digitais em meados de 2020. “Já comecei a fazer meu próximo disco, estamos na fase das prés, estamos levantando todas as prés do disco novo e depois vamos entrar em estúdios. Aquele processo de disco, que é demorado, mas no final o resultado vai ser incrível e todo mundo vai amar”, afirma Duda Beat.

A cantora não revelou mais detalhes sobre o novo trabalho. No entanto, deve seguir a mesma temática do Sinto muito.
 

Escute Sinto muito 

 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade