Publicidade

Correio Braziliense

Horóscopo 2020: Astrólogo Joseph Polansky aponta previsões para cada signo

Autor do livro 'Seu horóscopo pessoal para 2020', explica como a astrologia pode ajudar a aproveitar ao máximo o ano que vem


postado em 27/10/2019 06:03

Astros, planetas, Mercúrio retrógrado, fases da Lua, signo solar, ascendente, mapa astral, karma, horóscopo. São muitos os substantivos e significados que envolvem a astrologia, e maior ainda a curiosidade em torno do assunto. A poucos meses da virada do ano, começam a chegar às livrarias exemplares com tendências e previsões para o período que se aproxima. Entre eles, Seu horóscopo pessoal para 2020, do astrólogo norte-americano Joseph Polansky.
 
(foto: Ed. BestSeller Grupo Editorial Record/Divulgação)
(foto: Ed. BestSeller Grupo Editorial Record/Divulgação)
 

Com mais de duas décadas de experiência e muitos livros publicados, Polansky escreve, desde 1996, um guia para curiosos e amantes da astrologia. Ele reúne desde um pequeno glossário até uma previsão mensal para cada signo em 2020. “O livro dará ao iniciante maneiras viáveis de usar a astrologia em sua vida cotidiana”, comenta. Cada capítulo, o autor inicia com uma descrição do perfil pessoal, em seguida, explica sobre as tendências gerais do ano, com detalhes sobre finanças, carreira, amor e família, para então passar aos meses e às indicações de melhores dias e dias mais tensos.

Aos que desejam começar 2020 alinhado com os astros, o astrólogo adianta: Áries colherá os frutos da dedicação à carreira; quem é de Touro pode esperar um ano empolgante e imprevisível, que trará mudanças inesperadas na vida; Gêmeos estará particularmente interessado em sexo, transformação pessoal e espiritualidade; os que nasceram sob o signo de Câncer terão um ano muito interessante, porém turbulento; Leão continuará em boa fase na vida profissional.

Para quem é de Virgem, 2020 será um ano para curtir a vida com mais entusiasmo; muitas mudanças na trajetória profissional acontecerão este ano para quem é de Libra; o ano de Escorpião vai ser desafiador no campo do amor; as características energéticas de Sagitário estarão atenuadas; Capricórnio terá um ano próspero, ótimo para colocar o corpo e a imagem em forma; quem é de Aquário estará voltado para o crescimento e desenvolvimento espiritual; aqueles que nasceram em Peixes terão sua criatividade muito estimulada pelos seis eclipses que ocorrerão em 2020.

Ao Correio, o astrólogo respondeu sobre o método de estudo e deu algumas dicas para quem quer alinhar os planos para a virada do ano com os astros e planetas:


Como fazer uso das influências planetárias para aproveitar ao máximo o novo ano?

Existem muitas maneiras pelas quais a astrologia pode nos ajudar na vida cotidiana. Não consigo pensar em nenhuma disciplina que possua esse tipo de poder. Por exemplo, se sabemos que Mercúrio é retrógrado (retrocedendo), podemos evitar a assinatura de contratos ou de fazer grandes compras nesse período. Usaremos esse período para negociações, mas não para finalizar as coisas. Outro exemplo, se Júpiter estiver apresentando bons aspectos em seu planeta financeiro, convém investir algum dinheiro em uma loteria ou em algum outro investimento. Isso não garante que você vencerá, mas melhora suas chances. Muitos outros fatores interferem em você ganhar na loteria ou ter um bom rendimento nos investimentos. Se os planetas estão estressantes para você em um determinado dia ou período da sua vida, é uma boa ideia descansar mais ou fazer um cronograma mais reduzido. Em geral, quando a Lua está crescente, é bom para iniciar novos projetos. Um casamento ou uma mudança para um novo lar sempre deve ser feito quando a Lua está crescente. Quando a Lua está minguante, é bom para finalizar projetos antigos. A Lua crescente é boa para o plantio, ela minguante é boa para a colheita. Isso se aplicaria aos nossos investimentos também. Se você está economizando ou investindo, é bom fazê-lo em uma Lua crescente. Se você está pagando dívidas ou outras contas, é bom fazê-lo na Lua minguante. Estes são apenas alguns exemplos de como a astrologia pode nos ajudar a aproveitar ao máximo nosso ano e nossas vidas. Existem muitos outros exemplos.

Você percebe alguma diferença na receptividade do público ao longo dos anos em matéria de astrologia? No Brasil, notamos um maior interesse público, a que você acha que isso se deve?

A astrologia sempre foi o principal fluxo de ensino — por milhares de anos. De fato, era um requisito que todos os médicos conhecessem Astrologia. Foi somente nos anos de 1700, com o advento do chamado esclarecimento, que a astrologia foi banida das universidades e dos círculos científicos. Antes 1700, não havia diferença entre astronomia e astrologia. Se você era astrônomo, era astrólogo. E vice-versa. Após esse período, as duas disciplinas se separaram. Os astrônomos podem dizer quantas coisas os astrólogos dizem, somente fornecem os dados superficiais. O astrólogo não está muito interessado quando ocorre um eclipse ou se este Sol está em uma posição ou outra. O astrólogo está interessado no que essas coisas significam.


Como esses fenômenos celestes nos afetam na Terra?

Nos tempos modernos, a astrologia aumentou e diminuiu em popularidade. Na década de 1960, por exemplo, era muito popular. Depois, diminuiu. Desde a virada do século, tornou-se mais popular. Tradicionalmente, as verdades da astrologia nunca poderiam ser verificadas em laboratório. Simplesmente, porque não tínhamos tecnologia para fazer isso. Mas agora, com o advento do biofeedback, dos exames cerebrais e da física quântica, essas coisas em breve serão comprovadas cientificamente. Então, espero que a Astrologia se torne ainda mais popular.

Como você faz previsão para o próximo ano? Como esse tipo de estudo funciona?

Eu lancei um horóscopo para o ano como um todo. Neste horóscopo, insiro todos os vários fenômenos planetários que ocorrerão — por exemplo, o movimento dos planetas, o Mercúrio retrógrado, os eclipses e outros fenômenos. Feito isso, podemos ler as tendências de cada um dos signos. O mesmo é feito mensalmente, o que mostrará as tendências do mês em questão. A configuração desses horóscopos talvez seja mais demorada do que a escrita real. Uma vez que você faz o “dever de casa”, a escrita flui com bastante facilidade. Eu me atenho estritamente ao que o horóscopo mostra.

Quanto o mapa astral de uma pessoa pode interferir nas previsões e tendências que você faz?

Neste livro, lidamos apenas com um fator — o signo solar de uma pessoa. Isso é preciso até o momento. Mas em um horóscopo real, há mais fatores do que apenas o Sol — existem nove outros planetas e há o ascendente e o meio do céu. Portanto, o horóscopo individual de uma pessoa (criado especificamente para a pessoa, para sua data, horário e local de nascimento) pode modificar o que dizemos no livro. É por isso que é sempre melhor ter seu astrólogo pessoal, que analisará todas essas coisas. Um horóscopo pessoal pode ser caro — especialmente se for feito da maneira certa — e muitos não podem pagar. Este livro é a próxima melhor coisa. Se um leitor conhece o seu signo ascendente, sugiro fortemente que leia os relatórios não apenas do signo solar, mas também do signo ascendente. Ele provavelmente terá uma melhor noção das coisas.

Como a tecnologia influencia as previsões?

A tecnologia não influencia as estrelas. De fato, o inverso é verdadeiro. As estrelas influenciam a tecnologia. A tecnologia desempenha um papel na astrologia apenas porque, com muitos programas de computador disponíveis, somos capazes de elaborar mapas muito rapidamente e também ver muitos pontos que eram impossíveis de serem vistos antes do advento dos computadores. Quando comecei, não havia computadores. Fazíamos tudo à mão. Lançar um horóscopo simples levaria horas. Hoje, é feito em segundos. Portanto, temos mais tempo para investigar as sutilezas em um horóscopo.

Qual planeta regerá o ano de 2020 e o que isso significa?

Não existe um planeta específico que rege o ano. No entanto, no próximo ano, no qual o signo de Capricórnio será ultraforte, poderíamos dizer que Saturno, o governante de Capricórnio, será o planeta dominante em 2020.

Seu horóscopo pessoal para 2020
De Joseph Polansky. Tradução: Patrícia Azeredo. Edidora BestSeller Grupo Editorial Record Número de páginas: 416. Preço sugerido: R$ 44,90.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade