Publicidade

Correio Braziliense

Amazon anuncia seis séries brasileiras a partir de 2020

A primeira produção estreia em 31 de janeiro e é uma série documental sobre os bastidores da Seleção Brasileira


postado em 04/12/2019 15:25 / atualizado em 04/12/2019 17:09

O reality show 'Soltos em Floripa' contará com a presença de celebridades, entre elas, a cantora Pabllo Vittar(foto: Cleomir Tavares)
O reality show 'Soltos em Floripa' contará com a presença de celebridades, entre elas, a cantora Pabllo Vittar (foto: Cleomir Tavares)

 
São Paulo - No Brasil há mais de três anos com o Prime Vídeo, o serviço de streaming Amazon entrará de vez no mercado brasileiro, agora com produções nacionais originais. A plataforma anunciou, na tarde desta quarta-feira (4/12), seis séries brasileiras já confirmadas no serviço.

"O mais importante nesse mundo mundo competitivo é criar um ambiente criativo global. Há uma grande quantidade de histórias (aqui no Brasil) e estamos empolgados de fazer isso pelo mundo", afirma Jennifer Salke, presidente da Amazon Studios. "Esse é só o começo, teremos uma grande extensão", completa.

Duas delas já estão prontas e as outras quatro estão em fase de produção. A primeira a estrear no serviço será a série documental Tudo ou nada: Seleção brasileira, gravada durante a Copa América 2019. A produção mostrará os bastidores da Seleção Canarinho.
 
A série documental 'Tudo ou nada: Seleção brasileira' mostrará os bastidores da Seleção Canarinho durante a Copa América 2019(foto: Pedro Martins/MowaPress)
A série documental 'Tudo ou nada: Seleção brasileira' mostrará os bastidores da Seleção Canarinho durante a Copa América 2019 (foto: Pedro Martins/MowaPress)
 

A outra atração é o reality show Soltos em Floripa, que já havia sido divulgado pela Amazon Prime Vídeo. Previsto para ser lançada no início de 2020, o programa reunirá participantes de diferentes estados brasileiros dentro de uma casa curtindo a cidade. O formato ainda terá a presença de celebridades, entre elas a cantora Pabllo Vittar, num painel de reação aos acontecimentos de cada episódio.

"Não é só um reality de pessoas dentro de uma casa. Tem um painel de celebridades que vai comentar, reagindo aos episódios", adianta Malu Miranda, líder de produções originais do Brasil. Evitando spoiler, Pabllo Vittar definiu o reality em uma música de seu repertório, o mais recente hit Amor de que.

Uma das tramas mais aceleradas em produção, mas ainda sem previsão de estreia, está o drama Dom, de Breno Silveira. Baseada em uma história real, a série se passa no Rio de Janeiro e acompanha Victor (Flavio Tolezani) e Pedro (Gabriel Leone), pai e filho que estão em lados diferentes no combate contra as drogas: um é um policial da inteligência na luta contra a chegada da cocaína no Brasil e o outro um usuário que comete assaltos para financiar o vício, mesmo sendo de classe média. 

"Para mim era quase um sonho falar da história do Victor Dom, esse pai que sofre para tirar o filho das drogas. São duas histórias diferentes, da mesma moeda", define o diretor.

O quarto projeto anunciado foi a série Setembro, com roteiro de Josefina Trotta e Alice Marcone. A dramédia retrata a história de uma trans, a personagem Cassandra, que se muda para um apartamento no centro de São Paulo, até que se surpreende com um menino que bate em sua porta atrás do pai. 

"A série tem um olhar para a cidade de São Paulo com essa diversidade (com imigrantes, hippies, pessoas em situação de rua). Mas tem também uma crítica de como é difícil sobreviver, como é cruel, violento e selvagem", analisa Alice. A roteirista faz questão de destacar que a produção não tem a transexualidade como tema principal, mas sim as diferentes famílias. "O arco narrativo da protagonista é muito diferente, por ser sobre família", diz.

O quinto projeto da Amazon no Brasil se trata da série Lov3, de criação de Felipe Braga e Rita Moraes. A comédia é sobre uma família que muda após uma revelação bombástica feita pelos pais para os três filhos: uma mulher de 34 anos e dois gêmeos de 24. 

"A gente começou a observar a maneira diferente de como as pessoas estão se relacionando hoje. O pontapé foi olhar para essas experiências contemporâneas", conta Felipe Braga, citando questões como fidelidade e monogamia.

A última produção original do Brasil anunciada é a atração Projeto Marcelo D2. O objetivo do serviço é continuar ampliando a gama de produções no Brasil em diferentes formatos e entregas. Já foi revelado que as seis produções terão modos de inclusão no catálogo distintos, com algumas com todos os episódios disponibilizados de uma vez e outras com exibição periódica.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade