Publicidade

Correio Braziliense

Indicado ao Globo de Ouro, 'Entre facas e segredos' marca estreia da semana

Longa tem elenco formado por Jamie Lee Curtis e Toni Collette


postado em 12/12/2019 06:30 / atualizado em 11/12/2019 18:56

Jamie Lee Curtis à frente de um elenco estelar está entre os suspeitos de Entre facas e segredos(foto: Lionsgate/Divulgação)
Jamie Lee Curtis à frente de um elenco estelar está entre os suspeitos de Entre facas e segredos (foto: Lionsgate/Divulgação)
Um cotidiano repleto de excentricidades para o escritor Harlan Thrombrey — na ficção, autor best seller de romances policiais — ganha corpo na fita de suspense e comédia chamada Entre facas e segredos, a mais destacada das estreias desta quinta (12/12) nos cinemas. Indicado a três prêmios Globo de Ouro, entre os quais o de melhor filme, o longa tem uma assinatura de peso: Rian Johnson — também responsável pelo roteiro. Johnson, às vésperas da estreia da aventura Star Wars: A ascensão Skywalker, é sempre lembrado pelo filme anterior da franquia: Star Wars — Os últimos Jedi.
Produtor de Entre facas e segredos, Ram Bergman descreveu o filme como uma “viagem profunda e selvagem”. Ninguém menos do que Alfred Hitchcock e Agatha Christie inspiraram Rian Johnson. “Idealizei uma trama moderna, cheia de rastros e pistas, complicações e uma forte dinâmica familiar”, conta o diretor, em material de divulgação. Enquanto atenta para a capacidade de Agatha Christie retratar a sociedade britânica no momento (dos sucessos escritos na linha de suspense), Rian disse que manteve “a América contemporânea em foco”, no seu filme.
Toda sorte de defeitos da humanidade se vê representado no longa: do preconceito à vingança, passando pela avareza e inveja. Com uma faca caída, ao lado da mão, e o pescoço completamente ensanguentado, o dono de todo um legado literário Harlan Thrombrey (interpretado por Christopher Plummer) dá indícios de suicídio, logo depois de uma festa que celebrou seus 85 anos de vida. Claro que o clã de herdeiros comparece em peso ao aniversário comemorado numa casa construída em 1890, aos moldes do estilo arquitetônico gótico renascentista.
Na avaliação do ator Chris Evans (de Os Vingadores), que interpreta um neto de Thrombrey, todo o cenário fica mais emocionante com o colapso em curso, pelas circunstâncias da morte. “Quando há a reunião, como as de muitas famílias, todos perdem um tanto a cabeça e as farpas acabam por voar, desgovernadamente”, observou o eterno Capitão América, numa das entrevistas no exterior. À frente de uma série de decisões nada populares entre os parentes, o escritor, quando aparece morto, levanta toda sorte de dúvidas quanto às circunstâncias da morte.
Ana de Armas: indicação ao Globo de Ouro de melhor atriz(foto: Lionsgate/Divulgação)
Ana de Armas: indicação ao Globo de Ouro de melhor atriz (foto: Lionsgate/Divulgação)

Muitas pistas
Quem comparece para investigações a fundo é Benoit Blanc (Daniel Craig), um colaborador no processo investigado por Elliott (LaKeith Stanfield). Dono de métodos nada ortodoxos, ele espremerá, um a um, cada suspeito. Destemido quanto à própria morte, o escritor vive até onde pode uma vidinha normal: joga gamão com frequência, tendo por companhia a secretária e cuidadora Marta Cabrera (Ana de Armas), uma sul-americana assustada com a situação ilegal da mãe em território estrangeiro e  que, para piorar, é cúmplice nas altas doses de morfina tomadas pelo idoso.
“Muitos da família demonstram racismo e são classistas. Marta desconfia que eles não se importam de verdade com ela”, comentou a atriz Ana de Armas, que vê sua personagem como uma pessoa preocupada com a própria sobrevivência. A falta de atenção com a moça reside nas confusões feitas pelos patrões que a tomam por uruguaia, paraguaia, equatoriana e até brasileira, sem nenhuma distinção. No enredo, há menção direta aos mexicanos imigrantes mantidos sob jaulas norte-americanas.
Inteligência, sagacidade e diversão foram os elementos que atraíram a veterana Jamie Lee Curtis para o projeto pessoal de Rian Johnson. Na pele da filha Linda, Jamie Lee Curtis encarna uma espécie de espelho do patriarca morto, tendo ela também “começado o sucesso, partindo do zero”. O quadro de traição e pistas falsas vêm à tona em ocasiões nada maçantes, ainda que toda a ação da fita esteja concentrada em apenas um ambiente. Personagens fundamentais são interpretados por atores da estatura de Michael Shannon, Toni Collette e Don Johnson. A penca de homenagens para detetives célebres como Poirot, Columbo e Miss Marple ganha ainda rostos jovens como os de Jaeden Martell (It: a coisa) e Katherine Langford (Com amor, Simon).



Outras estreias

(foto: Galeria Filmes/Divulga??o)
(foto: Galeria Filmes/Divulga??o)

Crime sem saída
De Brian Kirk.
Chadwick Boseman e Sienne Miller estão no thriller que mostra a perseguição a assassinos de policiais pelas ruas de Nova York

 
Uma mulher alta
De Kantemir Balagov.
Na Leningrado (atual São Petersburgo) arrasada pela Segunda Guerra, duas mulheres buscam reconstruir o futuro nesta premiada fita russa.

Brincando com fogo
De Andy Fickman.
John Cena e Keegan-Michael Key estrelam a comédia em que bombeiros têm que extrapolar a função, passando a agir como babás de ocasião de um trio de meninos.

Finalmente livres

De Pierre Salvadori.
Filme mostrado na cidade durante o Festival Varilux, trata-se de uma comédia em que uma viúva pretende reparar mal causado pelo marido policial. Adèle Haenel e Pio Marmaï estrelam o longa.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade