Publicidade

Correio Braziliense

Do streaming ao cinema: saiba onde assistir aos vencedores do Globo de Ouro

Descubra onde e como encontrar as produções consagrados na primeira premiação da temporada de 2020


postado em 06/01/2020 15:39 / atualizado em 06/01/2020 15:51

'1917' e 'Era uma vez... em Hollywood' se destacaram como filmes. Entre as séries, 'Fleabag', 'Sucession' e 'Chernobyl' levaram mais prêmios(foto: Frazer Harrison/Getty Images)
'1917' e 'Era uma vez... em Hollywood' se destacaram como filmes. Entre as séries, 'Fleabag', 'Sucession' e 'Chernobyl' levaram mais prêmios (foto: Frazer Harrison/Getty Images)

 
Foi dada a largada para a temporada de premiações de 2020. No Globo de Ouro, foram apresentados, no último domingo (5/1), os melhores filmes e séries do ano para a Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood (HFPA, sigla em inglês). O Correio mostra onde e como assistir aos vencedores, desta, que é a primeira grande premiação da tevê e do cinema no ano.

O que já está disponível


Este Globo de Ouro ficou marcado pelo domínio das plataformas de straming nas indicações nas categorias de cinema. História de um casamento, vencedor do prêmio de melhor atriz coadjuvante com Laura Dern, é uma produção da Netflix e está disponível no serviço.

Outros títulos não entraram nas plataformas de streaming, mas estão disponíveis para serem assistidos no conforto de casa. É o caso do maior vencedor da edição, Era uma vez… em Hollywood. O filme de Quentin Tarantino, que conquistou os prêmios de melhor roteiro, melhor ator coadjuvante (com Brad Pitt) e melhor filme de comédia ou musical, está disponível, de forma paga, nas operadoras de tevê a cabo. É o mesmo caso de Rocketman, vencedor dos prêmios de melhor canção original e melhor ator em comédia ou musical, pela interpretação de Taron Egerton como Elton John.

O longa Coringa, vencedor nas categorias melhor trilha sonora e melhor ator em drama para Joaquim Phoenix, não está mais nos cinemas. Contudo, começa a ser disponibilizado em esquema de pré-venda em serviços, como Google Play Store, Apple TV   e Now. 

Mesmo com o streaming dominando a premiação, muitos filmes ainda mantêm a tradição de serem exibidos no cinema. É o caso de Parasita, vencedor da categoria melhor filme estrangeiro. O longa está no fim da exibição nos cinemas brasileiros, com poucos horários e salas disponíveis para assistir. 

Já o desenho Link perdido, que desbancou favoritos como Frozen 2 e Toy Story 4, estreou em 7 de novembro nos cinemas brasileiros. O filme já saiu de cartaz e, por enquanto, não tem previsão de lançamento na televisão paga.

O que está por vir


A temporada de premiações de 2020 segue o calendário do cinema norte-americano. Com isso, alguns filmes que foram premiados ainda não estrearam no Brasil. O consagrado 1917, vencedor como melhor filme de drama e melhor diretor, é um deles. O longa, que conta a história de dois jovens soldados na Primeira Guerra Mundial, tem estreia marcada para 23 de janeiro nas salas de cinema de todo o país.

Os filmes que premiaram as duas melhores atrizes estão na mesma situação. Judy: Muito além do arco-íris, filme que deu o Globo de Ouro à Renée Zellweger pela interpretação de Judy Garland, tem estreia marcada para 16 de janeiro no Brasil. Enquanto, The farewell (A despedida, em tradução livre), pelo qual Akwafina recebeu o prêmio de melhor atuação em comédia ou musical, ainda não tem data definida de lançamento nas terras tupiniquins.


Séries


As séries de tevê funcionam um pouco diferente dos filmes no Globo de Ouro. Apesar de também seguirem o calendário norte-americano, com o advento dos serviços de streaming, o acesso às séries premiadas é mais fácil para o público brasileiro. 

As maiores vencedoras da noite em drama, Sucession, sagrada melhor série e contemplada com o melhor ator com Brian Cox, e Chernobyl, melhor minissérie e melhor ator coadjuvante com Stellan Skasgaard, fazem parte do catálogo da HBO. No Brasil, elas podem ser assistidas na plataforma HBO GO.

Na comédia, Fleabag dominou. A produção foi vencedora nas categorias melhor atriz com Phoebe Waller-Bridge e melhor série. Criada pela própria atriz, Fleabag tem duas temporadas disponíveis no Prime Vídeo, serviço da Amazon.

A Netflix também saiu com um prêmio em séries na noite de domingo. A produção original da plataforma, The crown, teve Olivia Colman reconhecida pela interpretação da Rainha Elizabeth. A temporada -- a terceira -- agraciada com o prêmio está disponível no serviço de streaming, assim como as duas primeiras.

Pouco conhecido, porém disponível no Brasil, a plataforma Starz também levou um prêmio entre as séries. Patricia Arquette, pelo papel em The act, venceu a categoria de melhor atriz coadjuvante. A série estreou na versão brasileira da Starz.

Apesar da melhora do acesso dos brasileiros às produções internacionais, nem todas as séries estão disponíveis no país. Ramy, que venceu melhor ator de comédia com Ramy Youssef, e The loudest voice, ganhadora de melhor ator em minissérie com Russell Crowe, ainda não têm previsão de estreia no Brasil.

Fosse/Verdon seguiu um caso diferente. Após estrear em agosto de 2019 pela FX, terminou a transmissão e não está mais disponível em streaming.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade