Publicidade

Correio Braziliense

Musicar - Festival de Música Infantil começa nesta quinta-feira no CCBB

O evento tem inicio hoje e vai até o dia 26, com boa programação de shows e oficinas


postado em 16/01/2020 08:58 / atualizado em 16/01/2020 08:58

O grupo brasiliense Udigrudi apresenta o espetáculo 'O cano', premiado internacionalmente(foto: Mila Petrilo/Divulgação)
O grupo brasiliense Udigrudi apresenta o espetáculo 'O cano', premiado internacionalmente (foto: Mila Petrilo/Divulgação)

Contemplar a diversidade de propostas estético-musicais e de estímulo à sensibilidade e à inteligência das crianças. Essta é a proposta básica do Musicar — Festival de Música Infantil que, em sua terceira edição, ocupa a partir desta quinta-feira a 26 próximo o Centro Cultural Banco de Brasil, com extensa programação, que inclui shows, oficinas, vivências musicais e instalações sonoras.

Entre as atrações artísticas do evento estão os brasilienses Circo Teatro Udi Grudi, os grupos musicais Pé de Cerrado, Concerto de Bolso e a trupe musical-performática Mambembrincante. Outros destaques são o cantor e compositor maranhense Tião Carvalho; a Farra dos Brinquedos (Rio de Janeiro), os oficineiros Mundo Aflora (São Paulo) e a cantora e instrumentista Irene Bertachini, de Belo Horizonte, que apresentará o espetáculo Cantigas para acordar o rio, inspirado na obra do escritor mato-grossense Manoel de Barros.

Idealizadora e curadora do Musicar, a musicista e educadora carioca Bebel Nicioli, entusiasma-se ao falar do festival. “O grande mote desse encontro artístico é a música, que tem importância fundamental na formação do ser humano. Vemos na criança um público crítico, sensível e inteligente, que, num festival como esse, potencializa a relação com a música, já existente, como espectador de shows e ao participar de oficinas e interagir com as outras atividades da programação”.

O Musicar, segundo a curadora, foi estruturado para apresentar às crianças uma amostra da multiplicidade e diversidade de linguagens, repertórios e vivências, “de forma que possam se envolver criativamente na brincadeira, no prazer da livre expressão, escutando, cantando, criando, tocando, dançando, percurtindo o corpo, com uma música em constante processo de invenção”.

Nicioli conta que a ideia de criar o Musicar surgiu em 2014, mas só pôde viabilizar o projeto três anos depois, com a acolhida dada pelo Centro Cultural Banco do Brasil.“Realizamos a primeira e a segunda edição em 2017 e 2018 em Brasília. No ano passado, não houve possibilidade promovê-lo, mas voltamos agora com entusiasmo redobrado”, comemora. “Além de fazê-lo aqui na capital, o levaremos a Belo Horizonte, no próximo mês; e ao Rio de Janeiro e São Paulo no segundo semestre”, acrescenta.

Ao participar do Musicar pela primeira vez, a trupe do Udi Grudi celebra 20 anos de O cano, espetáculo clássico do grupo, que o levou a ser premiado em 2000 no festival Herald Angel, em Edimburgo, na Escócia. “No festival, vamos fazer O cano em vários momentos. Embora já o tenhamos apresentado incontáveis vezes aqui na cidade, em vários locais — recentemente esteve em cartaz no Espaço Cultural Renato Russo —, continua despertando muito interesse do público, especialmente das crianças”, diz Luciano Porto, um dos integrantes do grupo.

Instalação sonora


Mas quem for ao CCBB poderá apreciar e interagir com outro trabalho do o Udi Grudi. Trata-se de uma instalação sonora, preparada especificamente para o Musicar. “São 10 objetos sonoros que ao serem tocados e explorados pelas crianças e seus familiares emitirão algum som da natureza, como o de chuva, trovão ou o farfalhar de folhas secas”, explica Porto. “Tudo foi feito com materiais descartáveis e alternativos”, complementa.

Tião Carvalho, reverenciado multiartista maranhense, radicado há mais de 30 anos em São Paulo, se tornou conhecido nacionalmente ao ter a canção Nós, gravada por Cássia Eller no CD e DVD Acústico MTV, em 2001. “Com essa gravação, a Cássia contribuiu para alavancar minha trajetória artística. Depois disso, nos tornamos amigos e sempre nos encontrávamos, quando ela vinha fazer show em São Paulo”, lembra.

Um dos destaques do Musicar, ele adianta o que vai mostrar no festival. “Sou cantor, compositor mas, há algum tempo, tenho trabalhado mais com a educação e formação das crianças, na Academia Musical que mantenho no Moro do Querosene, no bairro do Butantã, na capital paulista. Trago para esse festival mo CCBB o trabalho que desenvolvo com elementos da cultura popular brasileira, indo além, do conhecimento que acumulei e trouxe do Maranhão, representado por importantes manifestações como o bumba-meu-boi, tambor de crioula e dança do cacuriá”, destaca.

Para Tião Carvalho, ser convidado para tomar parte no Musicar é um reconhecimento ao trabalho realizado por ele. “Sem querer ser pretensioso, faço é algo voltado para o fortalecimento da nossa cultura popular, que cresce paralelamente à grande mídia, e que precisa ser mostrada cada vez mais”. No festival, acompanhado pelo filho Noel Carvalho (musicista com formação acadêmica pela Universidade Federal de Goiás), ele estará à frente da oficina AS Roda Viva do Brincar, nesta sexta-feira, às 10h, na Tenda Musical.
 
Tião Carvalho: cantor, compositor e arte-educador(foto: João Gold/Divulgacao)
Tião Carvalho: cantor, compositor e arte-educador (foto: João Gold/Divulgacao)
 

Programação


Instalação Sonora
• Com o Circo Udigrudi (DF). Local: Jardim do CCBB Brasília. Data: de 16 a 19 – quinta-feira a domingo. e 21 a 26 de janeiro – terça-feira a domingo. Horário das| 10h às 18h. Entrada gratuita


Show Mundo aflora
• Apresentação musical com o grupo Mundo Aflora (SP). Local  Teatro I. Data | 16 de janeiro – quinta-feira. Horário | 16h. Entrada | R$ 30,00 (inteira) R$ 15,00 (meia)


Oficina Brincando Mundo Aflora
• Com o grupo Mundo Aflora (SP). Local | Tenda Musicar. Data:  17 de janeiro – sexta-feira. Horário | 10h. Entrada gratuita.


O cano
• Apresentação musical com o grupo Udigrudi (DF). Local:| Teatro I. Data: 17 de janeiro - sexta. Horário: 16h. Entrada  R$ 30,00 (inteira) R$ 15,00 (meia)


Oficina Inventando Coisas Sonoras
• Com o grupo Udigrudi (DF). Local | Tenda Musicar. Data | 18 de janeiro - sábado. Horário: 10h. Entrada gratuita.


Mambembrincante
• Apresentação musical do grupo Mambembrincante (DF). Local:  Teatro I. Data | 18 de janeiro - sábado. Horário:  16h. Entrada | R$ 30,00 (inteira) R$ 15,00 (meia)


A Roda Viva do Brincar
• Oficina com Tião Carvalho (MA). Local:  Tenda Musicar. Data : 19 de janeiro - domingo. Horário: 10h. Entrada  gratuita.


Barroco para crianças
• Com o grupo Concerto de Bolso (DF). Local : Teatro I. Data:  19 de janeiro - domingo. Horário:| 16h. Entrada: R$ 30,00 (inteira) R$ 15,00 (meia)


Festa dos bichos
• Oficina com o grupo Panderolê (DF). Local | Tenda Musicar. Data : 21 de janeiro – terça-feira. Horário:  10h.Entrada:  Gratuita


Desenho, som e movimento
• Vivência com Yasmim e Jadde Flores (SP). Local | Pavilhão. Data:  de 21 a 26 de janeiro – de terça-feira a domingo. Horário | das 10h às 18h. Entrada:  gratuita


Firulas interativas
• Oficina com o grupo A excêntrica Família Firula (DF). Local:  Tenda Musicar. Data | 22 de janeiro – quarta-feira. Horário: 10h. Entrada: gratuita


Cantigas de brincar
• Oficina com Irene Bertachini. Local | Tenda Musicar. Data | 23 de janeiro – quinta-feira. Horário: 10h. Entrada: gratuita


Cantigas para acordar o Rio
• Apresentação musical com Irene Bertachini. Local:  Teatro I. Data: 23 de janeiro – quinta-feira. Horário: 16h. Entrada | R$ 30,00 (inteira) R$ 15,00 (meia)


Oficina Badulaque
• Com o Duo Badulaque (SP). Local | Tenda Musicar. Data: 24 de janeiro – sexta-feira. Horário | 10h. Entrada | Gratuita


O dinossauro e o dragão
• Apresentação musical com o Duo Badulaque (SP). Local | Teatro I. Data: 24 de janeiro – sexta-feira. Horário | 16h. Entrada:  R$ 30,00 (inteira) 
R$ 15,00 (meia)


Brincadeiras e Cantigas das Antigas
• Oficina com o grupo Pé de Cerrado (DF). Local | Tenda Musicar. Data:  25 de janeiro – sábado. Horário: 10h. Entrada:  gratuita.


Os Brincantes
• Apresentaçãomusical com o grupo Pé de Cerrado (DF). Local | Teatro I. Data | 25 de janeiro – sábado. Horário | 16h. Entrada | R$ 30,00 (inteira) R$ 15,00 (meia)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade