Publicidade

Correio Braziliense

Dupla Matheus & Kauan celebra uma década com novo DVD e festa

'O santo bateu' é o nome do projeto que desembarca em Brasília no domingo


postado em 18/01/2020 06:00

Após gravarem o projeto Na Praia em Brasília e no Rio de Janeiro, os irmão escolheram o litoral pernambucano para novo DVD(foto: Caldi Assessoria/Divulgação)
Após gravarem o projeto Na Praia em Brasília e no Rio de Janeiro, os irmão escolheram o litoral pernambucano para novo DVD (foto: Caldi Assessoria/Divulgação)

Uma música promocional deu o pontapé para a carreira da dupla Matheus & Kauan. Em 2010, eles escreveram a letra de Até o amanhecer, que se tornou no tema do festival Caldas Country, um dos mais prestigiados da música sertaneja. A partir daí, os irmãos de Itapuranga (GO) passaram a trilhar um caminho no cenário, que ganhou outros ares a partir de 2015, graças à boa repercussão da faixa Que sorte a nossa, lançada em dois materiais gravados em Brasília, Face a face, na boate Villa Mix, e Na Praia, captado no festival de mesmo nome.

“Sem dúvidas esse DVD (Na Praia) foi um divisor de águas em nossa carreira e vida”, avalia Kauan. Até por isso, o DVD comemorativo de 10 anos gravado no último dia 9 foi em mais uma praia. Dessa vez, a escolhida foi a Praia do Paiva, em Pernambuco. “O motivo de ser mais uma vez, Na Praia, é mais do que nobre para a gravação de um novo DVD: são os dez anos”, completa o artista. A trilogia já teve captações na praia artificial candanga e depois no Rio de Janeiro.

“A escolha do cenário vem atender ao grande público do Nordeste que tão bem acolheu desde sempre esses meninos de Itapuranga, no interior de Goiás, em um cenário que une a condição paradisíaca com o fácil acesso. Com produção musical assinada por nós, o espetáculo ostenta muitas cores, com direito a neon e luzes de flúor, tudo sob a supervisão e produção de Júlio Loureiro (JL Produção). A nossa proposta foi ser o mais vibrante possível para contagiar a plateia e fazer com que essa energia transbordasse para a tela”, explica Matheus.

O repertório do DVD é composto por novas canções e sucessos da carreira. Ao todo, são 10 faixas inéditas, sendo cinco de composição de Matheus com parceiros: Litrão (com Diego Silveira, De Angelo e Rapha Lucas), Então toma (com Os Parazim), Solteiros também amam (com Crystian Ribeiro, Felipe Kef, Rodrigo Marco e Kaique Kef), Solto foguete (com Denner Ferrari e Lucas Santos) e Auge da saudade (com Breno Casagrande). A primeira parte do DVD será lançada ainda em janeiro, em formato de EP com quatro músicas. A aposta ficará por conta de Litrão, escolhida como música de trabalho. A segunda parte será aberta com Solto foguete, ainda sem data de lançamento.

Sobre os 10 anos de carreira, Matheus afirma: “Gratidão. Só temos a agradecer ao público e à crítica por tudo ao longo desses nossos 10 anos. Sem dúvidas, os melhores 10 anos de nossas vidas, os melhores sonhos realizados e o melhor que Deus nos concedeu. Que venham mais 10, 10, 10...”.

Novo projeto


No ano passado, Matheus & Kauan lançaram um novo projeto, que também integra as comemorações dos 10 anos. É a festa O santo bateu, que segue uma tendência no sertanejo. Nomes como Gusttavo Lima, Michel Teló e Lucas Lucco têm as próprias marcas de balada com que rodam o Brasil. “A gente sempre teve a ideia de ter um projeto nosso. O nosso santo bateu foi uma das músicas que marcou a nossa carreira e escolhemos dar esse nome a esse sonho nosso”, explica Matheus.

Brasília será a segunda cidade a receber o projeto, que desembarca no domingo (19/1) na programação do Festival VIVA, realizada no Pontão do Lago Sul. Estão previstas três horas de show. “O público pode esperar uma festa grandiosa que divide em duas partes o show. Na primeira, fazemos só os hits e as canções que marcaram esses nossos 10 anos. No outro bloco, temos canções de outros artistas e de amigos em novos arranjos. Tem muito sertanejo, pop, rock, axé”, adianta o cantor.

Festival VIVA
Pontão do Lago Sul. Domingo (19), a partir das 16h. Show da dula Matheus & Kauan do projeto O santo bateu. Discotecagem dos Djs Mateus Blandim, Gabi Villis, Gabriel Sales e Anima Crew. Entrada a R$ 111 (meia) e R$ 121 (inteira). Assinantes do Correio pagam o valor do lote promocional. Não recomendado para menores de 18 anos.

Segunda edição

(foto: Pedro Pereira/Divulgação)
(foto: Pedro Pereira/Divulgação)
O Festival VIVA estreia neste sábado (18) a segunda edição do projeto, na orla do Pontão do Lago Sul. No dia da estreia, funk, música eletrônica e rap dividem a cena. Um dos destaques do line up é o Dj e produtor Pedro Sampaio, que retorna a Brasília para mais um show. O artista chamou a atenção no ano passado emplacando vários sucessos como Sentadão e Chama ela. “Sou muito grato por isso! Faço tudo com amor e verdade, isso é indispensável para mim”, afirma.

Ao Correio, ele garante ter um lançamento para até o fim de janeiro que pode figurar na lista de hits do carnaval de 2020. Em relação às tendências do ano, o artista aposta em novidade: “O funk sempre está em alta, temos variações ao longo dos anos. Vejo uma tendência rítmica muito forte vindo da África este ano”. O evento abre as portas a partir das 16h. Os ingressos estão à venda por R$ 191 (meia) e R$ 381 (inteira). Não recomendado para menores de 18 anos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade