Publicidade

Correio Braziliense

Espaço Cena, na Asa Norte, tem programação intensa no verão

Diversão e entretenimento são marcas da diversificada programação do Espaço Cena durante a temporada de férias


postado em 21/01/2020 07:32 / atualizado em 21/01/2020 10:29

'Tsunami': Em cena, a dramaturgia conta a história de uma sobrevivente de um mundo devastado(foto: Diego Bresani/ Divulgação)
'Tsunami': Em cena, a dramaturgia conta a história de uma sobrevivente de um mundo devastado (foto: Diego Bresani/ Divulgação)

 

Está aberta a temporada de verão do Espaço Cena. Com curadoria do ator e produtor cultural Chico Sant’Anna, a ideia é abrir as portas do teatro de bolso para artistas e profissionais consagrados e jovens talentos. Espetáculos teatrais, oficinas e shows integram a programação que é também uma oportunidade do público ver e rever trabalhos que circularam pelo Distrito Federal e comprovam a vocação artística da capital.

 

Depois do sucesso de O prestigitador, uma comédia sobrenatural, do ator Similião Aurélio, peça que inaugurou a série de atividades, o espaço recebe o show da cantora e compositora Ana Luísa Brown em homenagem ao britânico David Bowie. Na última sexta-feira do mês, é a vez da atriz brasiliense Ana Flávia Garcia trazer ao palco Tsunami, ganhador do Prêmio Sesc do Teatro Candango 2018 na categoria melhor atriz e melhor cenografia, além de ser indicado nas categorias de melhor espetáculo, direção e dramaturgia.

 

Em cena, a dramaturgia conta a história de uma sobrevivente de um mundo devastado. Ana Flávia interpreta uma personagem estrangeira e refugiada que se comunica por ruídos, já que não fala um idioma conhecido. Na ausência de palavras compreensíveis, ela busca resgatar memórias e construir uma narrativa sobre os diversos tempos de sua vida, propondo um jogo de espelhamentos que coloca o espectador diante de sua própria existência. A peça propõe um encontro com a personagem para além dos limites da palavra. 

 

Desenvolvido dentro de um programa de ensino de artes no Centro Educacional Stella dos Cherubins, em Planaltina, a partir de um convite do professor de artes do local, Wellington Oliveira, o monólogo circulou por algumas regiões administrativas e agora é apresentado na Asa Norte. Depois do intervalo de carnaval, o palhaço Zambelê, interpretado pelo ator e diretor José Regino, utiliza o erro como fonte de criação cênica no espetáculo infantil Quero ser igual a eles.

 

Na montagem, resultado da pesquisa de mestrado de Regino sobre o tema A dramaturgia de uma atuação cômica, o artista desconstrói a ideia de espetacularidade que envolve a realização dos números circenses e brinca com a necessidade que o mundo contemporâneo impõe às pessoas de serem originais. Ainda seguindo na linha da palhaçaria e do humor, a temporada de verão do Espaço Cena traz, em março, o Cabaré da nega, com Ana Luiza Bellacosta e convidados. Uma sinfonia de besteiras orquestrada em um cabaré excêntrico por Madame Froda. 

 

 

Com texto e direção de João Ricken, Dentro é um espetáculo nascido entre aulas, experiências e trocas da Universidade de Brasília (UnB). Na narrativa, realidade e imaginação se misturam trazendo à tona uma conturbada relação entre dois irmãos. O trabalho, que resultou na formação do Coletivo Truvação de Teatro, é encenado na segunda semana de março.

 

Entre nomes consagrados do teatro local e jovens talentos, a programação atende todas as idades e interesses. “Fazemos um convite para as pessoas descobrirem ou redescobrirem essa profissão de excelência de Brasília. Também é um convite para conhecer o local, o processo de manutenção dos espaços culturais não é fácil. O Estado não consegue estar presente como deveria em todos os bairros e cidades do DF, então essas iniciativas são importantes. Além de tudo, a quadra é muito agradável”, comenta Guilherme Reis, coordenador do teatro.

 

O diretor e preparador de atores Delson Antunes oferece a oficina A palavra como ação com crônicas de Clarice Lispector(foto: Edusp/ Reprodução)
O diretor e preparador de atores Delson Antunes oferece a oficina A palavra como ação com crônicas de Clarice Lispector (foto: Edusp/ Reprodução)

 

Oficinas

 

Como parte da temporada de verão, o Espaço Cena propõe duas oficinas. A primeira, que tem início em 3 de fevereiro, promoverá uma imersão no universo da palavra. Comandada pelo diretor e preparador de atores Delson Antunes, A palavra como ação aproveita o ano do centenário de Clarice Lispector para trazer crônicas da autora e, em cima delas, trabalhar a interpretação. 

 

A partir do texto literário, o objetivo é desenvolver uma ação paralela. Ao se apropriar da palavra, o ator dá a ela significado, força emocional e magnetismo cênico, exercícios que serão conduzidos e explorados nessa oficina. Apesar da temática e do contexto, as aulas são oferecidas para todos aqueles que têm a palavra como meio de expressão, sejam atores ou não atores.  

 

De volta a Brasília, Antunes comenta que o encontro acaba sendo também um processo de aprofundamento do autoconhecimento e da autoexpressão.  “A gente chega a um acordo na prática a partir do somatório da experiência do ator com o que o texto traz de conteúdo, de sensibilidade, de carga poética. Achamos pontos em comum do texto com a vivência pessoal para que aquela ideia possa ser transmitida melhor”, explica o diretor.

 

Além da homenagem ao centenário de Clarice, trabalhar com as crônicas da escritora é uma oportunidade de identificação profunda. “Ela ajuda a gente a reconhecer e organizar a nossa própria subjetividade. Consegue colocar em palavra sensações, ruídos internos que nem sempre conseguimos colocar em palavra. Conta as nossas contradições como ninguém”, conclui Antunes.

 

Unindo música, movimento e dança, a oficina Folia inclusive propõe brincadeiras de carnaval para crianças portadoras de Síndrome de Down e seus amigos. Com Melina Sales, a manhã de 8 de fevereiro promete jogos lúdicos ao som de samba e frevo. As aulas terminam em um grande bailinho de carnaval. 

 

PROGRAMAÇÃO

Temporada de verão do Espaço Cena

 

24/01, às 20h30

Show Homenagem a David Bowie, com Ana Luísa Brown

 

31/01, 01 e 02/02, às 20h30

Espetáculo Tsunami, com Ana Flávia Garcia

 

3 a 7/02, das 14h30 às 17h

Oficina A palavra como ação, com Delson Antunes (RJ)

 

8/02, das 9h30 às 12h

Oficina Folia Inclusiva, brincadeiras de carnaval para crianças portadoras de Síndrome de Down e seus amigos, com Melina Sales

 

29/02, às 16h00 e 17h30 e 01/03, às 17h00

Quero ser Igual a eles, espetáculo infantil com o palhaço Zambelê (Zé Regino, Celeiro das Antas)

 

13, 14 e 15/03, às 20h30

Dentro, texto e direção de João Ricken

 

20, 21 e 22/03, às 19h (sexta-feira) e Às 17h (sábado e domingo)

Cabaré da Nega, com Ana Luiza Bellacosta e convidados 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade