Publicidade

Correio Braziliense

Carnaval no Parque começa neste sábado e promete maratona de shows

Tem início neste sábado (15/2) a festa que promete agitar a cidade até o fim do mês. O Carnaval no Parque 2020 trará mistura de ritmos e atrações nacionais e locais


postado em 15/02/2020 07:00 / atualizado em 15/02/2020 14:33

A estrutura do evento já está montada, dessa vez, na área externa do Ginásio Nilson Nelson(foto: Ana Rayssa/CB/D.A Press)
A estrutura do evento já está montada, dessa vez, na área externa do Ginásio Nilson Nelson (foto: Ana Rayssa/CB/D.A Press)
Seja quem quiser, seja carnaval. Apostando na mistura de ritmos, cores e atrações nacionais com músicos e bandas locais, a quarta edição do Carnaval no Parque tem início neste sábado (15/2). No primeiro dia de pré-carnaval, a festa estreia com sertanejo, pagode, funk e eletrônico. Sobem ao palco a dupla Zé Neto & Cristiano; o grupo Harmonia do Samba; e os DJs Pedro Sampaio e Bruno Martini.

Com oito dias de folia, mais de 50 atrações e 100 horas de festa, o Carnaval no Parque 2020 chega com novidades. Além do novo espaço, desta vez montado na área externa do Ginásio Nilson Nelson, os foliões brasilienses terão um dia a mais de pré-carnaval, uma área de camarote, patrocinada por uma marca de cerveja, nos moldes de grandes carnavais com bebida e comida liberadas, e uma festa após os shows principais.

“O after será uma continuação da folia para os animados de plantão, das 2h às 6h, com funk, trap, uma festa com DJ”, explica a gerente de projetos da R2 Produções, Nath Rezende. A estrutura da festa pós-folia foi montada dentro do Ginásio Nilson Nelson. O público do Camarote Carnaval no Parque, além de ter direito ao after, poderá desfrutar de um espaço de convivência, varanda, banheiro e bar exclusivos, além de um lounge. A entrada para a festa também estará à venda para os foliões da pista na semana do evento.
 
Nath Rezende, gerente de projetos: pós-festa garante animação até as 6h(foto: Ana Rayssa/CB/D.A Press)
Nath Rezende, gerente de projetos: pós-festa garante animação até as 6h (foto: Ana Rayssa/CB/D.A Press)
 

“O CNP surgiu como uma boa opção em Brasília, porque é uma época que chove muito na cidade. Além disso, é uma festa que traz diversos artistas e experiências diferentes, estão sempre inovando. É uma proposta diferente de carnaval”, comenta a brasiliense Anne Motta, 19 anos. Este é o terceiro ano que ela frequenta a folia. Em pelo menos dois dias, a estudante faz questão de brincar e se fantasiar. “A cidade não tem ainda uma cultura forte de carnaval, como Olinda. Agora que as pessoas estão ressignificando os lugares, como o Setor ‘Carnavalesco’ Sul, mas é interessante moldar uma festa carnavalesca da capital, com atrações fortes, típicas do período em outra cidade, como Salvador”, acrescenta Anne.

A programação dos oito dias de festa incluí o axé e o pagode de Salvador, com Bell Marques, Banda Eva, Harmonia do Samba e Saulo; o pagode carioca, com Dilsinho; o forró de Wesley Safadão; o sertanejo de Zé Neto e Cristiano, Gusttavo Lima e Jorge e Mateus; o samba do Monobloco; sem deixar de lado o funk, com Dennis DJ, Yuri Martins e Pedro Sampaio; e muito mais. “Um carnaval com uma boa programação, com atrações nacionais e também locais. A gente não quer só falar de atrações de peso nacionais, mas também dos artistas daqui que fazem a festa na capital”, afirma Nath Rezende.

Por isso, este ano, o line up veio recheado de nomes conhecidos da cena musical brasiliense, como Dhi Ribeiro, grupo Menos é Mais, Contém Dendê, Di Propósito, 7naRoda e Adriana Samartini. “Minha festa é o carnaval. É um line bem brasileiro e é uma alegria ter um line tão incrível na cidade neste período. Quem não quiser viajar pode curtir o carnaval como em qualquer outra cidade. Isso era um sonho para mim”, comenta Adriana.

A brasiliense, que foi batizada no carnaval de Salvador, trará para o palco do CNP toda a alegria do axé, do brega funk e dos ritmos nordestinos no dia em que sobe ao palco depois do cantor Gusttavo Lima. “Cada cidade tem suas particularidades no carnaval, e Brasília está vindo com a mesma alegria. É sensacional ver como os artistas daqui estão aparecendo na programação dos eventos, ganhando espaço. As atrações da cidade ajudaram a criar o conceito da festa. A música de Brasília tem ganhado cada vez mais espaço lá fora, e isso é uma responsabilidade enorme”, conta.

Conscientização

Este ano, o CNP também levanta a bandeira contra o assédio, a discriminação e toda a forma de preconceito durante a folia. “Queremos ter um carnaval no qual todo folião se sinta seguro, e a mulher, principalmente, se sinta confortável para curtir”, afirma Nath Rezende. Na quarta edição, a R2 Produções, em parceria com o coletivo #bsbrespeitaasmina, vai promover ações de conscientização durante a festa.

Toda a equipe de gestores de operação, bem como os servidores terceirizados, foram treinados em comunicação não violenta e agressiva; haverá uma central de acolhimento, bem como uma ‘mana’, uma mulher com estudos em psicologia, circulando pela festa para observar e ajudar em qualquer situação necessária.

A preocupação com a sustentabilidade do evento e com a acessibilidade também marca o Carnaval no Parque desde a primeira edição, em 2017. A cada ano, novas estratégias são desenvolvidas. Desta vez, os shows  contarão com intérpretes de Libras e as pessoas com deficiência terão um espaço exclusivo com elevador e bar. “Eles também têm direito à meia-entrada e o acompanhante pode entrar com cortesia. Só precisa apresentar o documento de identificação para o nosso concierge”, detalha a gerente.

Diversidade

No último fim de semana de pré-carnaval, a diversidade de bloquinhos se espalha pelas ruas de Brasília. Neste sábado (15/2), folias tradicionais são opções para o público da capital. Em frente ao Outro Calaf, tem a concentração do Bloco Galo Cego, a partir das 13h; o Bloco Mulheres de Carnaval recebe a cantora e compositora Alice Caymmi no Setor Bancário Norte, a partir das 12h; tem o Bloco Samba da Mulher Bonita no Centro Comercial do Cruzeiro Velho a partir das 17h; pelo 8º ano consecutivo, o Bloco do Peleja ocupa o Espaço Cultural Canteiro Central a partir das 14h; e o tradicional Essa boquinha eu já beijei recebe Ellen Oléria e a percussionista LanLanh, no gramado da Funarte, às 10h.

Carnaval no Parque

Benefício para assinantes do Correio:
Ingressos para o Camarote Skol Puro Malte com preço de 1º lote. Acesse o site Clube do Assinante pelo link: correiobraziliense.com.br/clubedoassinante e garanta o seu código promocional. 

Benefício válido até 29 de fevereiro de 2020.
No Estacionamento do Ginásio Nilson Nelson. De 15 a 29 de fevereiro. Ingressos disponíveis no site ou no aplicativo da R2 Produções.

Programação*

Carnaval no Parque

Pré-carnaval
Neste sábado (15/2) — Zé Neto & Cristiano + Harmonia do Samba Pedro Sampaio Mistura 61 DJ Jonnes Veloso Bruno Martini
Neste domingo (16/2) —  Bell Marques Kevinho Latino Jerry Smith Mulheres de Samba DJ Jonnes Veloso

Carnaval
21/2 — Gusttavo Lima Mc Kekel Adriana Samartini Grupo Se Joga Atração Surpresa DJ Jonnes Veloso
22/2 — Dilsinho É o Tchan Yuri Martins Monobloco Dhi Ribeiro DJ Jonnes Veloso
23/2 — Banda Eva Cat Dealers Dennis DJ Heavy Baile Disstinto Grupo Menos é Mais DJ Jonnes Veloso
24/2 — Saulo Vintage Culture Shevchenko e Elloco Contém Dendê DJ Jonnes Veloso Thiago Nascimento
25/2 — Wesley Safadão Bhaskar Molejo Mojjo Maria Vai Casoutras DJ Jonnes Veloso

Pós-carnaval
29/2 — Jorge & Mateus Saia Rodada Chemical Surf DJ Jonnes Veloso 7 na roda Di Proposito

 
Confira o vídeo da visita do Correio à montagem do CNP: 



Outros bloquinhos

Bloco Galo Cego
Tradicional nas ruas durante o pré-carnaval de Brasília, o Bloco Galo Cego se concentra neste sábado (15/2) em frente ao Outro Calaf (SBS Quadra 2), às 13h. O centro da capital poderá desfrutar do Galo Móvel com a Bateria Nota Show, Izabella Rocha e Bruno Dourado tocando e cantando samba, axé, marchinhas e MPB de forma gratuita. A classificação indicativa é livre.

Bloco Mulheres de Carnaval, com Alice Caymmi
Com muita música e ritmo dançante, o Bloco mulheres de carnaval se apresenta no Setor Bancário Norte, neste sábado (15/2), a partir das 12h. O evento contará com o show da cantora Alice Caymmi e com a presença de DJs residentes. A entrada é gratuita, e a classificação indicativa, livre.

Bloco Samba da Mulher Bonita
O Bloco samba da mulher bonita agita o fim de semana brasiliense, neste sábado (15/2), a partir das 17h, no Centro Comercial do Cruzeiro Velho. Para o line-up, marchinhas tradicionais, axé e forró animam a farra comandada pela cantora e sambista Kika Ribeiro. A entrada é gratuita, e a classificação indicativa, livre.

Bloco do Peleja
Pelo 8º ano consecutivo, o pré-carnaval do Bloco do Peleja leva alegria aos foliões de Brasília. Coloque sua fantasia é vá pelejar! A festa será realizada neste sábado (15/2), a partir das 14h, no Espaço Cultural Canteiro Central. A entrada é gratuita, e a classificação indicativa, livre.

Essa Boquinha Eu Já Beijei
O tradicional bloquinho brasiliense ocorrerá neste sábado (15/2), às 10h, no gramado da Funarte. Para a edição, a cantora Ellen Oléria e Lan Lanh comandam o palco. Além delas, DJs convidadas se apresentarão no evento, com set do funk ao pop. A entrada é gratuita, e a classificação indicativa, livre.

* Sujeita a alterações

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade