Publicidade

Correio Braziliense

Para quem foge do Carnaval, tevê e streaming são refúgios

O Correio elaborou uma lista de atrações, entre séries e filmes para ver durante o período do carnaval


postado em 18/02/2020 07:23

Hunters: Al Pacino é uma das estrelas da série(foto: Amazon Prime Videos/ Divulgação)
Hunters: Al Pacino é uma das estrelas da série (foto: Amazon Prime Videos/ Divulgação)

 

O carnaval é época de folia e festa, mas também é muito esperado pelo tempo livre disponível. Brasileiros têm até cinco dias livres para curtir da forma como preferirem o feriado tão aguardado. No entanto, nem só de festa vive o amante de carnaval, o período é uma boa oportunidade para assistir filmes e colocar a séries em dia.

 

O tempo livre no feriado prolongado dá as condições ideais para fazer uma maratona das séries que estavam na lista de interesses há algum tempo. Os principais serviços de streaming prepararam lançamentos e a semana do carnaval pode ser bem movimentada no aconchego do sofá. 

 

 

 

Para aqueles que têm menos paciência com as tramas longas das séries de tevê, as produções cinematográficas ou aquelas criações originais televisivas condensadas em menos de três horas também entram no pacote para a turma de espectadores que desvia, a todo custo, da folia do rei Momo. Embaladas em pacotes como o das animações do famoso estúdio japonês Ghibli, envolvidas por tramas extraídas da vida real ou ainda mera distração com o peso das comédias românticas, os filmes são boas opções. O Correio separou algumas opções para fugir da folia, mas, ainda assim, aproveitar o carnaval.

 

Conexão com as séries

 

Spectros

 

O suspense/terror brasileiro conta como um grupo de jovens se envolve em uma série de acontecimentos sobrenaturais em um ponto que liga a atualidade com o ano de 1858, no bairro da Liberdade, em São Paulo. O norte-americano Douglas Petrie (Buffy: A caça-vampiros) é o responsável pela produção original Netflix. Com elenco formado por atores jovens, tendo inclusive alguns estreantes, a série de oito episódios será lançada na próxima quinta-feira, dia 20 de fevereiro, na plataforma de streaming.

 

Arcanjo renegado

 

A realidade da polícia brasileira é escancarada na produção Arcanjo renegado. A série é uma aposta da Globoplay no gênero policial e está disponível na plataforma. A história de 10 episódios acompanha Mikhael, interpretado pelo experiente Marcelo Mello Jr. (Cidade de Deus), um comandante de uma equipe Batalhão de Operações especiais do Rio de Janeiro (Bope-RJ) que se envolve em um delicado conflito com altas instâncias do governo do Estado ao buscar vingar um amigo, gravemente ferido em uma operação que resultou em chacina.

 

Hunters

 

Se o interesse é algo com mais ação, estreia na Amazon Prime Video a série Hunters. Com 10 episódios, a produção apresenta os desafios de uma equipe de caçadores de nazistas no ano de 1977. O elenco estrelado por Al Pacino (Serpico) e Logan Lerman (As vantagens de ser invisível) vive os desdobramentos do assassinato de uma das principais líderes do grupo e tenta evitar um plano de ex-oficiais nazistas de criar um 4° Reich em Nova York. Os episódios estão disponíveis no streaming a partir d sexta-feira, dia 21 de fevereiro.

 

I’m not okay with this

 

Uma boa opção para quarta-feira de cinzas, dia 26 de fevereiro, é assistir aos 8 episódios de I’m not okay with this. O novo drama adolescente da Netflix apresenta a menina deslocada Sidney, vivida por Sophia Lilis (It: A coisa). Na flor dos 17 anos a protagonista descobre que possui poderes telecinéticos e tem que lidar com essa nova característica enquanto tem problemas de socialização na escola, passa pela curiosidade da iniciação sexual e sente a ausência do pai, morto há um ano. A série é dirigida por Jonathan Entwistle (End of the f***ing world).

 

 

Big bang theory

 

Apesar de não ser novidade para ninguém, Big bang theory é sempre uma boa pedida para quem aprecia uma boa comédia. A série do famoso showrunner Chuck Lorre começou em 2007 e terminou em 2019, mas só agora as 12 temporadas completas estão disponíveis em um serviço de streaming: o Globoplay. Ao longo dos mais de 200 episódios, o grupo de amigos formado por Sheldon, Leonard, Howard, Raj, Penny, Amy e Bernadette se envolve em várias situações engraçadas e vive histórias que tange cultura pop, ciência, tecnologia, amor e amizade. Uma temporada do Spin-off, Jovem Sheldon, sobre a juventude do superdotado protagonista, também está disponível na plataforma.

 


Better call Saul

 

A quinta temporada da série derivada da aclamada Breaking Bad chega à Netflix na segunda-feira, dia 24 de fevereiro. Com o protagonista passando pela transformação de Jimmy McGill para o charlatão advogado Saul Goodman, a série mostra acontecimentos do universo de Walter White e Jesse Pinkman por outro ponto de vista. O personagem Hank Schrader, interpretado por Dean Norris em Breaking Bad, tem participação confirmada nesta temporada que deve aproximar o espectador das conclusões sobre o paradeiro do advogado importante no enredo da produção sobre o professor de química que se torna grande no tráfico metanfetamina.

 

 

Direto dos cinemas

 

Adam Sandler estrela Joias brutas, atração da Netflix(foto: Netflix/ Divulgação)
Adam Sandler estrela Joias brutas, atração da Netflix (foto: Netflix/ Divulgação)
 

 

Joias brutas

 

Muitos viram como certa a indicação ao Oscar do ator Adam Sandler, fato que não se efetivou. Ainda assim, vale como registro estridente na carreira de Josh e Benny Safdie (de Bom comportamento), capazes de emularem uma vida agitada e sempre no fio da navalha do protagonista chamado Howard Ratner. Não é só pelo dinheiro, mas pelo caráter do risco que o joalheiro e apostador compulsivo Ratner dá a cara a soco, entre os desafetos (multiplicados, dados os esquemas de protelação de dívidas amontoadas por dele). O torpor da vida de contravenções, embalada por pedras valiosas (garimpadas até na Etiópia) e pela admiração (mútua) junto a expoente do basquete (papel de Kevin Garnett), vem com uma estridente trilha sonora (por vezes irritante, a cargo de Daniel Lopatin). As personagens de Julia Fox e Idina Menzel ajudam a baratinar o registro da vida amorosa de Ratner. 

 

Ford vs. Ferrari

 

Um dos grandes destaques na mais recente edição do Oscar foi o mais novo filme de James Mangold estrelado por Matt Damon e Christian Bale. Colocado na lista dos nove finalistas a melhor filme, venceu nas categorias de melhor edição e melhor edição de som. Com passagem discreta pelos cinemas locais, o filme está disponível (com cobrança) pelo sistema do NOW. Tendo como ponto culminante a interferência da Ford nas sistemáticas vitórias da Ferrari (no temido circuito de Le Mans), durante os anos de 1960, o filme constrói uma tensão que atravessa as raias das pistas: a amizade entre o ex-piloto Carroll Shelby (Damon) e o mecânico e perito em corridas Ken Miles (Bale, mais uma vez, sensacional) será colocada à prova. Cenas eletrizantes são brindas por um roteiro absolutamente bem encadeado de profissionais de filmes como No limite do amanhã e Rota de fuga.

 

Para todos os garotos: P.S. ainda amo você

 

Dois anos depois da sensação, com Para todos os garotos que já amei, a atriz de origem vietnamita Lana Condor volta a protagonizar o filme de Michael Fimognari, na pele da indecisa Lara Jean. Peter Kavinsky (Noah Centineo) é o pretendente que leva mais a sério, enquanto o coração revela fraco pelo antigo amor: John Ambrose (Jordan Fisher). O filme começa com uma irresistível citação ao mestre Chris Columbus, com cena de Uma noite de aventuras, embalada por And then he kissed me (The Crystals). Correspondências via cartas, apartadas da praticidade dos e-mails alimentam o romance que abraça tópicos como valorização da cultura coreana, entrega a voluntariado e respeito à diversidade — tudo derivado, no roteiro, de livro assinado por Jenny Han. Repare no brilho da veterana atriz Holland Taylor (de Two and a half men), nas sequências dentro de um retiro de idosos.

 

Atrações do Studio Ghibli 

 

Uma das mais preciosas conquistas da Netflix foi o acesso ao baú do famoso Studio Ghibli de animações. Sem dúvida, o grande nome à frente da popularidade desta marca japonesa é o mestre Hayao Miyazaki — que teve obras disponibilizadas, como os clássicos oitentistas O serviço de entregas da Kiki e O castelo no céu. Filme sensacional é Meu amigo Totoro (1988), em que duas meninas que veem a mãe internada num hospital tem como alento a inspiração do diretor numa infância campestre. Bacana e descolado, um espírito que habita uma canforeira ajuda no processo. Outros filmes disponíveis em fevereiro são Contos de Terramar (2006) do filho de Hayao, Goro, baseado em texto da americana Ursula K. Le Guin. Assinado por Tomomi Mochizuki, Eu posso ouvir o oceano (1993), sobre um triângulo amoroso é outra opção.

 

Em um relacionamento sério

 

Produção original da TNT, o longa marca a estreia de Sam Boyd na direção e deriva de um curta-metragem com as mesmas personagens de uma comédia romântica do passado. Na fita, dois casais atentam para a instalação de crises. Owen (Michael Angarano, de This is us) e Hallie (Emma Roberts) passam pela inconstância do desgaste de sentimentos e pelo medo de estreitarem o namoro. Já Matt (Patrick Gibson, de The OA) e Willa (Dree Hemingway, de Starlet) formam um casal de temperamentos bastante divergentes: Matt é extremamente sentimental e romântico, enquanto Willa, parente de Hallie acumula conquistas. A pergunta que move a trama é: quão fortes são estas histórias de passados felizes, a ponto de serem perpetuadas?

 

Luta por justiça

 

Para quem não se aguenta, e tem que abandonar o sofá para uma corrida até as salas de cinema, a dica é um filme baseado em trama real. Nascido no Havaí, Destin Daniel Cretton (do belo O castelo de vidro) comanda este filme estrelado por Jamie Foxx (vencedor do Oscar, por Ray). No filme, pelo qual concorreu ao prêmio do Sindicato dos Atores (SAG), Foxx interpreta o advogado e ativista pelos direitos humanos Bryan Stevenson, sempre empenhado em causas que indiquem traços de preconceito, durante a montagem dos processos judiciais. O filme chega aos cinemas, na quinta-feira (dia 20/02). 

 

* Estagiário sob a supervisão de Severino Francisco. 


 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade