Publicidade

Correio Braziliense

Maestro Joaquín Betancourt encerra o 41º Civebra com concerto especial

A apresentação, que também homenageou os 60 anos de Brasília, foi executada pelos alunos do curso de verão em uma Jazz Band sob regência do maestro cubano


postado em 21/02/2020 20:26 / atualizado em 21/02/2020 22:22

Discurso do embaixador Rolando Antonio Gómez Gonzáles na abertura do concerto do Maestro Joaquín Betancourt.(foto: Reprodução/Divulgação)
Discurso do embaixador Rolando Antonio Gómez Gonzáles na abertura do concerto do Maestro Joaquín Betancourt. (foto: Reprodução/Divulgação)
A 41ª edição do Curso Internacional de Verão da Escola de Música de Brasília (Civebra) foi encerrado nesta sexta-feira (21/2) com uma grande festa musical. Em homenagem aos 60 anos de Brasília, o maestro cubano Joaquin Betancourt Jackman se apresentou no encerramento do curso da Escola de Música (EMB).
 
Joaquin Betancourt regeu uma Jazz Band formada por cerca de 50 instrumentistas  — alunos e professores do tradicional curso. No repertório, clássicos do maestro como Mambazo, Maracaibo Oriental, além de Obseción e Como un arrulio de palma — sendo as duas últimas interpretadas por Adriana Braga e Myrlla Muniz, respectivamente.
 
O evento contou com a presença do secretário de Cultura, Bartolomeu Rodrigues, além de personalidades diplomáticas como o embaixador de cuba, Rolando Antonio Gómez Gonzáles, que fez o discurso de abertura do concerto. O embaixador falou da importância da presença do maestro em Brasília e na Escola de Música: "Na realidade, a música cubana e a brasileira têm muitos pontos de contato, têm origens comuns, e existe um grande interesse dos músicos e alunos em conhecer a nossa música. Penso que é uma grande honra e um prazer poder homenagear a população da capital brasileira com a apresentação de uma Jazz Band ao estilo cubano, dirigida por este grande músico e alunos muito talentosos, assim como uma oportunidade magnífica para todos os envolvidos, poder evocar o aniversário de Brasília, uma cidade tão acolhedora que merece e desperta tanta admiração e carinho em todos os cubanos que vivem temporariamente ou permanentemente aqui”. 
 
Este ano, o Civebra celebrou o 250 anos de nascimento do compositor alemão Ludwig Van Beethoven. Outra apresentação da noite foi a da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro, no Teatro da EMB. Participaram do curso iniciado no último dia 8, 2,5 mil alunos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade