Publicidade

Correio Braziliense

Monobloco comemora 20 anos de sucesso e faz show neste sábado em Brasília

O conjunto é uma das atrações deste sábado (22/2) do Carnaval no Parque


postado em 22/02/2020 16:16 / atualizado em 22/02/2020 17:37

Depois de três anos sem se apresentar na cidade, o grupo faz show neste sábado (22/2)(foto: Monobloco/Divulgação)
Depois de três anos sem se apresentar na cidade, o grupo faz show neste sábado (22/2) (foto: Monobloco/Divulgação)


O que começou com uma pequena oficina que ensinava batucada, no Rio de Janeiro, se transformou em movimento musical que arrasta uma multidão por onde passa. Nascido em 2000, o Monobloco celebra, este ano, 20 anos de existência. O som do tambor, das baterias e de toda a percussão aterrissa neste sábado (22/2) em Brasília depois de um vácuo de três anos. Além de desfilar pelas ruas da capital carioca, de São Paulo e de Belo Horizonte com o bloco, o grupo marcava presença no período carnavalesco brasiliense.

“Vai ser uma emoção especial. Sabemos que o carnaval de Brasília está fazendo sua construção a cada ano e acho que voltar à cidade para levar nossa assinatura carnavalesca depois de algum tempo ausente promete um grande encontro”, comenta Pedro Luís, um dos fundadores do Monobloco. 

Os batuqueiros se apresentam no Carnaval do Parque. Esta será a primeira vez do grupo no evento. “Andei pesquisando e vi que é um evento que se firmou justamente nesse período em que estivemos ausentes da cidade. Vi que é um evento bem diverso e que, além das atrações nacionais, também há a valorização de artistas da cena local. E também o conceito mais humanitário e cuidado com as pautas inclusivas e anti assédio são bem importantes”, avalia Pedro.

Ao misturar estilos musicais tendo a percussão e o samba como bases, o Monobloco traz para a folia uma festa de tirar qualquer folião do show. Além da nova identidade visual, a celebração dos 20 anos também ganhou ganha reforços com a chegada de dois novos singles: o samba Esse meu Rio e o Funk 150. Inclusive, sobre o ritmo carioca que conquistou as festas e o carnaval de todo o Brasil, Pedro faz um adendo: “O funk sempre foi contemplado em nosso repertório, antes mesmo de cair no gosto popular nacional. Em 2003, junto aos nossos amigos MCs Júnior e Leonardo realizamos, no Circo Voador, uma série de eventos denominado Monobloco e a velha guarda do funk. Em nosso primeiro DVD, eles também gravaram uma participação e, desde então, o momento funk do Monobloco é um dos grandes momentos de nossos shows”.
 
 
 
Manter a energia e a essência do carnaval durante o ano inteiro é uma característica dos artistas. Depois da saudade, o público brasiliense poderá curtir os clássicos do repertório, como Fio Maravilha, Taj Mahal e É hoje. “O que define o nosso carnaval é o instrumental das escolas de samba contemplando toda a diversidade musical brasileira”, finaliza Pedro. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade