Publicidade

Correio Braziliense

Cantora Duffy revela nas redes sociais que foi drogada e estuprada

A artista postou no Instagram que os fatos aconteceram enquanto foi mantida em um cativeiro


postado em 26/02/2020 16:07 / atualizado em 26/02/2020 16:07

Duffy já ganhou um Grammy e é a segunda cantora galesa a alcançar o topo das paradas britânicas(foto: LEON NEAL/AFP)
Duffy já ganhou um Grammy e é a segunda cantora galesa a alcançar o topo das paradas britânicas (foto: LEON NEAL/AFP)

Figura de sucesso no fim da década de 2000, a cantora Duffy veio a público afirmar que foi mantida em um cárcere privado. “Fui estuprada, drogada e mantida em cativeiro durante alguns dias”, escreveu a cantora em uma conta recém-criada no Instagram.

A postagem feita na tarde da última terça-feira (25/2), dá entender que o fato aconteceu há anos, mas que, só agora, a cantora decidiu se pronunciar sobre o caso. “Estou a salvo e segura agora”, afirmou a artista no texto, que também revela ter sido procurada por um jornalista com quem pôde se abrir sobre todo o ocorrido.
 
Ver essa foto no Instagram

You can only imagine the amount of times I thought about writing this. The way I would write it, how I would feel thereafter. Well, not entirely sure why now is the right time, and what it is that feels exciting and liberating for me to talk. I cannot explain it. Many of you wonder what happened to me, where did I disappear to and why. A journalist contacted me, he found a way to reach me and I told him everything this past summer. He was kind and it felt so amazing to finally speak. The truth is, and please trust me I am ok and safe now, I was raped and drugged and held captive over some days. Of course I survived. The recovery took time. There%u2019s no light way to say it. But I can tell you in the last decade, the thousands and thousands of days I committed to wanting to feel the sunshine in my heart again, the sun does now shine. You wonder why I did not choose to use my voice to express my pain? I did not want to show the world the sadness in my eyes. I asked myself, how can I sing from the heart if it is broken? And slowly it unbroke. In the following weeks I will be posting a spoken interview. If you have any questions I would like to answer them, in the spoken interview, if I can. I have a sacred love and sincere appreciation for your kindness over the years. You have been friends. I want to thank you for that x Duffy Please respect this is a gentle move for me to make, for myself, and I do not want any intrusion to my family. Please support me to make this a positive experience.

Uma publicação compartilhada por @ duffy em

 

Ainda não há nenhuma informação sobre os responsáveis pelo crime, nem como ou quando tudo aconteceu. A cantora apenas deixou no texto que vai postar nas próximas semanas trechos de entrevistas em que ela dará mais detalhes sobre o que passou e pediu paciência, e para que a família dela não fosse envolvida nesta história.

Conhecida pelo hit Mercy, a cantora galesa estava longe dos palcos desde dezembro de 2010, quando anunciou que faria uma longa pausa na carreira musical. A última grande aparição pública havia sido em 2015 quando trabalhou na trilha sonora e fez uma ponta no longa Lendas do crime do diretor Brian Hegeland.
 
 

Adolescência conturbada


Este não é o primeiro caso perturbador que a artista pode estar envolvida. Duffy teve que viver em uma casa com seguranças após a ex-mulher do padrasto ameaçá-la de morte em 1998, quando tinha apenas 15 anos. Na época, ela fugiu para casa do pai e viu a mulher que planejava a morte dela sentenciada a 3 anos e 6 meses de prisão. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade