Diversão e Arte

Morre cantora Adelaide Chiozzo, aos 88 anos, no Rio de Janeiro

A artista estava internada em um hospital carioca em decorrência de uma queda dentro de casa

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 04/03/2020 15:45
A cantora e o inseparável acordeon

A cantora Adelaide Chiozzo, 88 anos, morreu no Rio de Janeiro na manhã desta quarta-feira (4/3). A artista sofreu uma queda dentro de casa há 12 dias e, desde então, segundo Roberto Chiozzo, neto da cantora, ela estava internada em um hospital na Zona Norte do Rio de Janeiro. Adelaide foi operada, mas contraiu infecção urinária e pulmonar. A idade avançada e as complicações pós-operatórias resultaram na morte.

Na carreira musical, a cantora emplacou o grande sucesso Beijinho doce e foi a voz oficial da Rádio Nacional por 27 anos, onde gravou mais de 20 discos. Adelaide Chiozzo também era atriz, trabalhou em mais de 20 filmes na Atlântida Cinematográfica. Além disso, realizou shows pelo Brasil sempre acompanhada do acordeon. Segundo o neto da cantora, a última apresentação foi há dois anos.


O sepultamento de Adelaide Chiozzo será realizado nesta quinta-feira (5/3), a partir das 10h, no cemitério Memorial do Carmo, no Caju, Zona Portuária do Rio.


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação