Publicidade

Correio Braziliense

Rodrigo Branco faz comentários racistas e após críticas pede desculpas

O empresário se referiu a Thelma, participante do 'BBB', e a jornalista Maju Coutinho de forma preconceituosa


postado em 01/04/2020 13:58

"Fui totalmente racista", assume Rodrigo Branco (foto: Instagram/Reprodução)
O empresário Rodrigo Branco fez comentários racistas em uma transmissão ao vivo com a Dj Jude Paulla, neste semana, e, após a repercussão negativa, o empresário fez um vídeo pedindo desculpas.

Na ocasião, a dupla comentava sobre o programa Big brother Brasil e Rodrigo afirmou que “torcer para Thelma é racismo” e que a torcida da sister era devido “ela ser negra coitada”.



A Dj ficou incrédula com o comentário do amigo, e tentou reverter a situação, explicando para ele as problemáticas da fala dele. Na conversa, eles acabaram envolvendo a jornalista Maju Coutinho e, mais uma vez, o empresário foi racista: "É a mesma coisa que falo da Maju Coutinho. Ela é péssima, é horrível. Fala tudo errado. Eu assisti hoje e ela fala tudo errado. Ela só está lá por causa da cor".

Amiga de Rodrigo Branco, Preta Gil comentou a situação no Instagram. "Chamei esse amigo no Whatsapp e falei exatamente como estava me sentindo e disse: "não poderei e não quero te defender". Racismo é crime, ignorância histórica intelectual, hoje em dia, vindo de um homem branco e rico, é inaceitável", escreveu ela. 

"Ninguém deve ser cobrado por um ato de outra pessoa. O que ele fez é muito grave, muito sério e que ele assuma e pague as consequências de seus atos. Eu, como mulher preta, tenho caminhado cada dia mais sobre o processo da luta antirracista. Então, aprendam de uma vez por todas: Não se tolera e nem relativiza mais essa mazela na nossa sociedade, que já causou tanta dor e sofrimento”, finalizou a cantora. 

Após a repercussão negativa dos comentários, o empresário postou um vídeo no Instagram pedindo desculpas. “Várias vezes já falei besteiras e já falei de coisas que mudei de ideia... É ignorante não mudar de ideia, não ouvir e não conversar”.

“Falei um monte de merda. Não falei nada como eu penso, queria explicar o que queria falar. Queria falar uma coisa e falei totalmente outra coisa, fui totalmente racista”, continuou. “Recebi ligações de amigos meus, principalmente. Por isso é bom ter amigos. Eu sei escutar”, afirmou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade