Diversão e Arte

Novo CD da Academia da Berlinda busca ser um contraponto ao momento atual

Disco 'Descompondo o silêncio' é o quarto trabalho dos pernambucanos

Devana Babu*
postado em 02/04/2020 10:00
Academia da Berlinda

A banda pernambucana Academia da Berlinda lançou, pelo selo Coala.Lab, o álbum Descompondo o silêncio. O quarto trabalho da discografia do grupo chega às plataformas digitais quatro anos após o antecessor, Nada sem ela, trazendo 10 faixas com o que o grupo sabe fazer de melhor: músicas dançantes, mas tranquilas, repletas de ritmos regionais nordestinos e afro-caribenhos temperados com timbres modernos, como no hit Dorival (Dorival, vai não/Tá cheio de tubarão no mar...), sucesso do disco anterior.

Canções como Derrotas e vitórias, Fala, Calma, e Tudo que é bonito trazem questões do cotidiano tratadas de forma afável, sejam problemas do dia a dia ou reflexões sobre a beleza. ;O disco trata de uma temática que é importante nesse momento. Chegou em hora propícia. O bom é que o pessoal vai começar a conhecer as músicas para quando pudermos voltar a fazer shows;, conta o vocalista Tiné, que também toca pandeiro e maraca na banda.

;Descompondo o silêncio foi justamente o momento que a gente estava vivendo ano passado, dessa questão de falta de respeito com o ser humano, agressividade, que estava angustiando todo mundo;, explica o cantor. O título foi extraído de um trecho da faixa A música não para, que é quase uma declaração metalinguagem sobre o próprio disco.

[SAIBAMAIS]Apesar da temática afinada com o isolamento social durante a pandemia do novo coronavírus, e de trazer calmaria em meio à tempestade, o disco começou a ser produzido no final do ano passado, após o convite do Coala Festival, no qual a banda tocou em 2018, para participar da plataforma de lançamentos digitais Coala.Lab.

O disco começou a ser composto do zero, em reuniões entre os integrantes da banda, em volta da mesa, com os violões. ;É a nossa vibe, fazer poesia de uma forma em que a gente trata os assuntos de maneira mais serena, mais reflexiva, botando as coisas na mesa em vez de apontar se é assim ou assado. A gente troca ideia com nosso público e troca ideia com as pessoas;, sintetiza.

O álbum foi gravado em duas semanas no Estúdio Marini, no Rio de Janeiro, e as vozes complementares foram gravadas no Estúdio Maruim, em Olinda. A produção é do carioca Kassin, que, segundo Tiné, passou um necessário pente-fino nas músicas pré-produzidas pela banda e agregou imensamente com sua riquíssima biblioteca de timbres e instrumentos. O material final foi masterizado em Los Angeles por Robert Carranza, detentor de quatro Grammys que já trabalhou com nomes como Criolo e Marilyn Manson.

*Estagiário sob supervisão de Igor Silveira

Descompondo o silêncio
De Academia da Berlinda. Independente, 10 faixas. Disponível nas plataformas digitais.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação