Diversão e Arte

Banda 5 Seconds of Summer mostra maturidade no álbum 'C A L M'

'Estamos mais confiantes como artistas', avalia vocalista do 5 Seconds of Summer em entrevista ao Correio

Adriana Izel
postado em 08/04/2020 04:15
 (foto: Andy DeLuca/Divulgação)
(foto: Andy DeLuca/Divulgação)
5 Seconds of Summer mistura influências da música e mensagens mais profundas
Os australianos Calum Hood, Ashton Irwin, Luke Hemmings e Michael Clifford, que formam a banda 5 Seconds of Summer, estouraram em 2011 na internet com covers de artistas como Chris Brown e Justin Bieber. O sucesso mundial veio em 2014 com o lançamento da faixa She looks so perfect. Desde então, o quarteto reúne fãs pelo globo, inclusive no Brasil, que apreciam a maneira pop de fazer rock dos artistas que, ao longo dos anos, amadureceu. Esse crescimento da banda está claro no quarto trabalho da carreira, disco C A L M, lançado em março deste ano em meio à pandemia de coronavírus e que leva a inicial de cada um dos integrantes.

Formado por 12 músicas, o disco tem composições que foram feitas pelo quarteto, em sua maioria, em duplas. ;Costumamos escrever em duplas e sempre mudamos quem está escrevendo com quem. Muitas das músicas foram escritas como banda mesmo, depois vamos levando a parte mais melódica. Neste disco, Luke é o maior responsável pelas letras. Ele é um ótimo compositor e tem muito crédito na parte criativa;, explica Calum Hood em entrevista ao Correio.
[SAIBAMAIS]
Sobre as mensagens, o grupo buscou temas positivos e mais profundos do que em trabalhos anteriores. ;Individualidade, confiança, liberdade, como é estar na própria pele são algumas das mensagens desse disco;, revela o vocalista, que também toca baixo na banda. ;Acho que muita coisa mudou (nos quase 10 anos de carreira). Estamos mais confiantes como artistas. As expectativas do que estamos procurando mudaram também. Tudo que fazemos é para os fãs;, completa.

Setlist


O disco abre com Red desert, canção que começa à capella ; recurso usado também em Wildflower ; e depois emenda uma batida dançante. ;Nos sentimos inspirados pela inclusão de diferentes sonoridades;, revela. Esse lado bastante pop também está em faixas como Easier, Teeth e Thin white lies. O flerte com ritmos como R aparece em canções como Not in the same way e Old me, música que mais representa os artistas do quarteto por tratar de temas pessoais. ;Essa música é uma das minhas favoritas também. É uma oportunidade que tivemos de mostrar para as pessoas quem nos tornamos;, define Hood.

O processo de produção de C A L M começou no ano passado. Até por isso, algumas faixas do álbum já eram conhecidas do público. Easier foi o primeiro single do disco e figurou no top 100 da Billboard e do Spotify. Em agosto de 2019, lançaram Teeth, que integrou a trilha sonora de 13 reasons why, da Netflix. Em 2020, começaram lançando No shame e depois divulgaram Old me. ;O motivo é que os fãs sempre querem coisas novas, por isso lançamos antes. E também para que as pessoas entendessem o álbum antes de ser lançado;, afirma o cantor.

Os primeiros singles ganharam clipes. Já os demais terão que esperar. O motivo é o período de isolamento social por conta da Covid-19. ;Estávamos filmando algumas coisas. Mas não podemos filmar agora, porque é preciso estar alerta a toda essa situação. Precisamos ter cuidado. Mas esperamos lançar novos clipes sim, em breve;, diz.

C A L M
De 5 Seconds of Summer. Universal Music, 12 faixas. Disponível nas plataformas digitais.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação