Diversão e Arte

Confira seis exposições disponíveis no Google Street View

As exposições conhecidas mundialmente já foram encerradas, mas na plataforma do Google é possível visitá-las virtualmente

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 30/04/2020 15:30
'Uma sutileza' traz a escultura %u2018Marvelous Sugar Baby%u2019, de Kara Walker
O Google liberou uma lista com exposições que podem ser visitadas virtualmente, por meio da plataforma Street View. Ao todo, são seis mostras conhecidas mundialmente, que já foram encerradas, e estiveram disponíveis em países como França, Estados Unidos e Itália.

O Street View é um recurso do Google Maps e do Google Earth que disponibiliza vistas panorâmicas, o que permite que os usuários vejam partes de diversas regiões do mundo ao nível do chão. A visita completa às exposições está disponível neste link.

Os Cais flutuantes
Os Cais Flutuantes de Christo e Jeanne-Claude eram uma passagem temporária pelo lago Iseo, na Itália, que permitia aos visitantes andarem sobre as águas. A previsão era que cerca de 500 mil amantes da arte visitassem a exposição, mas o número final chegou a 1,2 milhão. Após 16 dias de execução, todos os componentes foram removidos e reciclados industrialmente, mas ainda é possível dar um passeio virtual pela passarela, sem o risco de se molhar.

Everywhere is anywhere is anything is everything
Traduzida para o português ;Todo lugar é qualquer lugar é qualquer coisa é tudo;, a exposição explora a vida moderna. De autoria por Douglas Coupland, a exposição faz o visitante refletir sobre a vida, trazendo obras de arte que abordam como a internet e o amplo acesso às informações. É possível ver esculturas de lego, uma presa da baleia narval e frases como "Desculpe. Eu me perdi em uma distorção de gatinho do YouTube".

Tour Paris 13
Pouco antes de ser demolido, um prédio abandonado no 13; distrito de Paris foi transformado na maior galeria de artistas de rua e grafiteiros já montado. Os apartamentos, escadarias e áreas externas do edifício foram transformados por 108 artistas de todo o mundo, levando o espectador a uma imersão total na arte urbana. O trabalho chegou a ser exibido por um mês. No Street View estão disponíveis todos os nove andares do projeto.

Bienal de Arte 2015
A Bienal de Veneza é uma exposição internacional que mostra o trabalho de centenas de artistas contemporâneos, realizado a cada dois anos, na Itália. A exposição Inclui pavilhões de mais de 90 países, que apresentam a obra do artista indicado em cada país. Na edição de 2015, o tema da Bienal foi Todos os futuros do mundo, com curadoria de Okwui Enwezor.

Uma sutileza
Antigamente, uma sutileza era uma escultura de açúcar comestível consumida em banquetes, o que destacava a riqueza do anfitrião do jantar. A enorme esfinge da artista Kara Walker, coberta de açúcar, explora o lado oposto da doçura: a relação com a escravidão e o trabalho forçado usado para produção de açúcar. Construída na Domino Sugar Factory, no Brooklyn, Estados Unidos, a artista explorou o comércio e o excesso de trabalho de escravizados nos campos de cana em sua escultura Marvelous Sugar Baby.

Arte em Alcatraz
Também em 2015, o artista chinês Ai Weiwei usou a ilha de Alcatraz para discutir questões sobre liberdade de expressão e direitos humanos. O artista planejou todo o trabalho em Pequim, depois de ter o passaporte confiscado pelas autoridades chinesas em 2011. Alcatraz foi uma fortaleza militar do século 19, uma penitenciária federal, um local de patrimônio e protesto dos nativos americanos e, agora, é um dos parques nacionais mais visitados dos Estados Unidos, se tornando um lugar para um diálogo sobre liberdade e justiça.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação