Publicidade

Correio Braziliense

Convidada alfineta CNN por escalar William Waack para comentar atos nos EUA

Demitido da Rede Globo por falas racistas, o apresentador foi escalado pela CNN para cobrir as recentes manifestações nos EUA


postado em 02/06/2020 18:44 / atualizado em 02/06/2020 19:11

(foto: Reprodução/TV Globo)
(foto: Reprodução/TV Globo)
Durante uma entrevista ao vivo para a CNN Brasil, na tarde desta terça-feira (2/6), a jornalista e ex-consulesa da França no Brasil Alexandra Loras alfinetou o canal por ter escalado o âncora William Waack para comentar a cobertura das manifestações antirracistas nos EUA
 
Durante uma conversa com a jornalista Daniela Lima, Alexandra comentou: “Não é só com gotinhas de cotas nas universidades que vamos resolver a questão racial no Brasil. Hoje, a CNN e toda a mídia brasileira têm o poder de convidar acadêmicos negros para conversar sobre essa temática. Quando vejo William Waack, que foi mandado embora por um episódio de racismo, e, hoje, debate tanto tempo sobre a questão, eu acho que deveríamos também convidar negros, no lugar de fala deles, para debater sobre essas questões”.
 
 
 

O caso 

Em 2017, William Waack foi demitido do posto de apresentador do Jornal da Globo após o vazamento de um vídeo de bastidores no qual ele proferia ofensas racistas. Nas imagens, Waack aparece, no intervalo de um noticiário, em frente à Casa Branca, em Washington. Ao lado de um comentarista, ele participava da cobertura da vitória de Donald Trump nas eleições presidenciais norte-americanas. Uma pessoa aciona a buzina de um carro, do lado de fora do local onde os dois estavam e, sem saber que era gravado, Waack comentou: "Tá buzinando por quê, seu merda do c***te? Não vou nem falar, porque eu sei quem é... é preto. É coisa de preto", disse.


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade