Publicidade

Correio Braziliense

Beto Só reúne canções indie dos anos 2000 no EP Pra toda superquadra ouvir

Novo EP do cantor e compositor de Brasília tem lançamento nesta sexta-feira nas plataformas digitais


postado em 05/06/2020 08:35 / atualizado em 05/06/2020 18:12

Beto Só lança 'Pra toda a superquadra ouvir', disco de regravações das bandas indie do início do milênio(foto: Carol Zimmermann/Divulgação)
Beto Só lança 'Pra toda a superquadra ouvir', disco de regravações das bandas indie do início do milênio (foto: Carol Zimmermann/Divulgação)
O início dos anos 2000 foi muito produtivo para a música independente brasileira. Bandas usaram o início da popularização da internet para apresentarem os trabalhos diretamente ao público. Foi de uma curadoria dessa época que Beto Só criou Pra toda superquadra ouvir, um projeto de regravações de músicas de bandas e artistas que movimentaram a cena indie entre 2000 e 2010.

“Várias das minhas bandas prediletas são dessa época”, conta Beto Só, codinome do jornalista e músico Humberto Rezende. Segundo ele, era um período de declínio das gravadoras, e em que as pessoas passaram a acreditar na internet como forma de conseguir se comunicar diretamente com o próprio público. “Esta crença que o mercado musical estava mudando gerou uma vasta produção rica, livre e intensa”, explica sobre a cena.

Devido ao tempo que passou e as mudanças na indústria fonográfica muitas dessas bandas não tiveram trabalho com longevidade suficiente para serem mais difundidas na atualidade. “Muitas boas canções acabaram não repercutindo tanto, ou músicas que foram muito ouvidas na época se perderam”, fala o músico como um dos motivos para iniciar o projeto.


Convite

Por ser da cena independente da época e ter acompanhado de perto o trabalho de muitos músicos do período, Beto Só decidiu separar um repertório que poderia regravar da melhor forma. “Pensei: ‘Vou escolher minhas canções favoritas e fazer covers como forma de homenagem às pessoas que estiveram envolvidas naquilo, mas também como um incentivo e convite para que esse material seja revisitado”, afirma o artista.

“Foi uma época que trazia uma inocência interessante. A gente 
apostava que mudaria o mercado musical para sempre”, lembra Humberto. “Mas, o principal, foi a escutar novamente e perceber a qualidade do que foi criado. É um acervo musical riquíssimo”, completa. O músico acredita que muitos trabalhos do período fariam sucesso atualmente.

O disco Pra toda a superquadra ouvir será lançado em duas partes, com a primeira chegando, nesta sexta-feira (5/6), nas plataformas de streaming, com seis faixas de versões de bandas como Superquadra, Superguidis e Suite Super Luxo. O nome do trabalho é inclusive uma citação da canção Saída sul, da Superquadra.

Beto Só é um cantor e compositor de Brasília que fez parte da cena de festivais independentes da cidade no início dos anos 2000. Esse é o quarto álbum do músico, o primeiro em nove anos. O último trabalho Ferro-velho de boas intenções, de 2011, foi bem recebido pela crítica especializada e chegou a ser finalista em concursos de música independente.
 
Pra toda a superquadra ouvir - Parte 1.
6 faixas. Senhor F. Disponível nas plataformas digitais 

*Estagiário sob supervisão de Igor Silveira 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade