Diversão e Arte

Morre o ator Ian Holm, o Bilbo Bolseiro de O senhor dos anéis

Veterano intérprete dos palcos ingleses, Ian Holm deixou a marca em mais de 100 produções audiovisuais

Ricardo Daehn, Lucas Batista*
postado em 19/06/2020 12:10

O último papel do ator  no cinema foi como Bilbo Bolseiro em O hobbit: a batalha dos cinco exércitos

Vencedor de dois prêmios Bafta e indicado para um Oscar, o ator britânico Ian Holm morreu, aos 88 anos, em decorrência do avanço do Mal de Parkinson, segundo noticiou o jornal The Guardian. Consagrado pela participação em O senhor dos anéis: A sociedade do Anel (2001), no papel do tio Bilbo Bolseiro, que acende a longa jornada de Frodo, Ian Holm participou de filmes como Alien (1979), Greystoke: A lenda de Tarzan (1984), Brazil, o filme (1985) e eXistenZ (1999).

"É com grande pesar que informamos que o Senhor Ian Holm faleceu esta manhã aos 88 anos. Ele morreu pacificamente no hospital, com sua família e seu cuidador", registrou a nota oficial sobre a morte.

Nascido em 12 de setembro de 1931, em Goodmayes (Inglaterra) Ian Holm foi indicado ao Oscar e venceu um Bafta pela atuação em Carruagens de fogo (1981), no qual interpretou um entusiasmado treinador esportivo. Outro prêmio Bafta (para o qual recebeu seis indicações, na carreira) veio logo no primeiro filme: The Bofors gun (1968). Tudo depois de amplo domínio cênico nos teatros, em que se destacou a partir dos anos de 1950.

[SAIBAMAIS]

Popularizado em dois tempos, com interpretações para obras que adaptaram o texto de J.R.R. Tolkien, Holm foi tanto o protagonista Frodo (em sucesso radiofônico) quanto Bilbo Bolseiro, papel que o trouxe imensa popularidade entre a nova geração que acompanhou a saga cinematográfica conduzida, no começo do século 21, pelo diretor Peter Jackson.

Em maio, Holm não participou da reunião do elenco de O senhor dos anéis promovida por Josh Gad no programa Reunited apart. Na ocasião, o ator tornou pública a declaração de pesar sobre a ausência: "Eu estou triste de não vê-los, sinto saudades de todos vocês e espero que suas aventuras os tenham levado a muitos lugares. Eu estou em quarentena na minha toca de hobbit".

Entre os filmes históricos, a presença de Ian Holm sempre foi

marcante, especiamente nos títulos que envolveram retratos de

monarquias. Ele esteve em filmes como Nicholas e Alexandra

e Mary Stuart, rainha da Escócia (ambos de 1971), Henrique V (1989), Hamlet (1990) e As loucuras do rei George (1994). O último papel do artista no cinema foi como Bilbo Bolseiro em O Hobbit: a batalha dos cinco exércitos.

* Estagiário sob a supervisão de Ricardo Daehn.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação