Diversão e Arte

Pessoas acolhidas em alojamentos do GDF têm cinema

No estímulo à cidadania, secretarias de cultura e do desenvolvimento social apostam na exibição de produções criadas no DF

Ricardo Daehn
postado em 25/06/2020 11:24
 (foto: Fulano Filmes/ Divulgação)
(foto: Fulano Filmes/ Divulgação)

Faroeste caboclo será a atração de hoje para pessoas alojadas pelo GDF

Quase 20% das 1.800 pessoas em situação de rua no DF passaram a contar com entretenimento de cinema, nos alojamentos do Autódromo Nelson Piquet (Plano Piloto) e do Estádio Abadião (Ceilândia), durante o período de pandemia. Numa parceria desenvolvida entre a Secretaria de Cultura e Economia Criativa e a Secretaria de Desenvolvimento Social, há a exibição de longas-metragens assinados por diretores locais como Pedro Lacerda, Marcelo Diaz, Santiago Dellape, Cibele Amaral e Tânia Quaresma.

Os cineastas cederam os direitos de exibição das obras. Na noite de hoje, será apresentado o filme Faroeste caboclo, de René Sampaio. Vale reforçar que não se tratam de sessões públicas de cinema, uma vez que há metas na destinação aos espectadores: a iniciativa visa reforçar conceitos de dignidade e de pertencimento, além de promover o estendimento da cidadania. Entre os envolvidos na proposta está Rodrigo Torres, programador do Cine Brasília (órgão responsável pelos equipamentos e pelo apoio de funcionários).

[SAIBAMAIS]

Há atenção reforçada para que sejam acatados protocolos de segurança sanitária. Cadeiras distanciadas, na ventilada tenda de exibição, e provisão de máscaras, luvas e álcool 70% estão entre os cuidados adotados. Nas estruturas montadas pelo GDF há ainda espaço de recreação, com jogos de carta e de pebolim.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação