Diversão e Arte

Produtor Dudu Borges lança último EP do projeto 'Love day'

A trilogia de EPs é uma coletânea com regravações em formato piano e voz. Participam ao lado de Dudu Borges nomes como Jota Quest, Pabllo Vittar e Dilsinho

Adriana Izel
postado em 26/06/2020 08:00
Dudu Borges
Com a missão de espalhar e celebrar o amor em tempos difíceis, o produtor Dudu Borges lançou o projeto Love day, uma trilogia de EPs que dá origem a uma coletânea composta por 12 faixas de artistas consagrados que as regravaram em versões em formato piano e voz.

"O conceito do Love day já me acompanha há algum tempo. Eu tinha em mente a elaboração de uma coletânea de versões piano e voz com artistas consagrados, oferencendo uma nova perspectiva, um novo sentimento de músicas que o Brasil já ama. Com todos os acontecimentos no Brasil e no mundo nos últimos meses, o timing do projeto dialogou diretamente com um momento que precisamos falar, espalhar e celebrar o amor", explica em entrevista ao Correio.

Capa do primeiro EP do projeto 'Love day'

O primeiro EP foi lançado no Dia dos Namorados e trouxe quatro faixas: Do seu lado, Jota Quest; Tanto amor que nem sei, Bruninho & Davi; Na nossa sala, Mr. Dan; e Esqueci você, Henrique & Diego. Em 19 de junho chegou às plataformas a segunda edição com 12 horas, Dilsinho; Sinais, Sorriso Maroto; Trago seu amor de volta, Pabllo Vittar; e Mozão, Lucas Lucco. O último EP estará disponível a partir desta sexta-feira (26/6) nos serviços digitais e traz canções de Fernando & Sorocaba (Madri), Marcos & Belutti (Domingo de manhã), Pedro Mariano (Um pouco mais perto) e Lagum (Deixa), com a nova roupagem proposta por Dudu Borges.

"No dia 26, lançaremos o último EP, junto com o formato de álbum completo. Ou seja, o próprio álbum já será uma playlist de muita qualidade, com 12 faixas incríveis de diferentes segmentos e um só conceito. Todas as faixas também têm vídeos", explica. A parte visual pode ser vista no canal Filtr Brasil, com lançamentos diários.


Entrevista // Dudu Borges


Como foi a escolha dos artistas e das músicas que fariam parte do projeto?

A escolha foi pelas músicas que gosto muito de ouvir, que tiveram um grande alcance e que enxerguei os caminhos possíveis na versão piano e voz.

Como foi o processo de pensar nessas canções com novas roupagens?

O processo realmente é de buscar a essência de cada canção e das possibilidades de interpretação. Cada versão foi escolhida já pensando em como expandir o sentimento da original. Por exemplo, ao gravar Do seu lado - uma música que eu amo e que todos nós ouvimos há quase 20 anos - foquei muito em manter a verdade e ao mesmo tempo, adicionar elementos que conversassem com o conceito do EP.
[VIDEO1]

Você é um produtor que transita entre vários gêneros da música e também dentro do próprio cenário. A que atribui estar sempre conectado a projetos de sucesso?

Desde que comecei a trabalhar como produtor musical, sempre priorizei a música como um todo e não a busca pela segmentação. Acredito que algo que prevaleceu na minha visão esse tempo todo foi o sentimento de ;Brasil;, saber o que a gente gosta.

Tirando o Love day, quais são os outros projetos em que está envolvido?

O Love day é parte dos projetos do ANALAGA - um conceito de entretenimento e conteúdo audiovisual pra garantir o novo som e imagem que o público espera. Começamos em abril de 2018 com lançamentos semanais de regravações e também canções inéditas exclusivas com os maiores artistas do Brasil e felizmente colhemos frutos muito legais. Tivemos a música mais tocada do ano de 2019, a Lençol dobrado, como parte do #bydb, um projeto que une a multiplataforma e se expande para rádios e TV, com músicas inéditas e arranjos com uma nova identidade musical. Os pilares do ANALAGA se expandem entre todos os segmentos musicais e temáticas da indústria, estamos no YouTube e em todas as plataformas digitais. Além disso, também lancei no mês passado a Comunidade da Música, um canal para conexão, troca e vivências dentro do universo do estúdio.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação