Diversão e Arte

Relembre grandes sucessos de Alceu Valença no aniversário do artista

Músico completa 74 anos nesta quarta-feira (1°/7)

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 01/07/2020 12:18
Alceu Valença
Em 1; de julho de 1946 nasceu um dos maiores nomes da música brasileira: Alceu Valença. Em 45 anos de carreira, o cantor, compositor, escritor, cineasta e ator fez de tudo um pouco na cultura brasileira. São 31 discos lançados, um livro O poeta da madrugada e até protagonizou o filme pernambucano de 1974, A noite do espantalho, de Sérgio Ricardo. Ano passado, a história de Alceu inspirou a criação do documentário Alceu ; Na embolada do tempo, de Paola Vieira.

[SAIBAMAIS]Em entrevista ao Correio em agosto de 2019, Alceu revelou que nunca sonhou em ser cantor. ;Nunca sonhei essas coisas não. Quando era garoto, com uns 5 anos de idade, participei de um festival na minha terra, e o prêmio era uma caixa de sabonete. Depois eu vim aprender a tocar violão com uns 15, 16 anos de idade, e aí pronto. Quando estudei em Harvard, era uma época de muitos hippies, e eu tocava numa pracinha por lá, eles adoravam, e eu também me amarrava. Depois disso minha carreira começou mesmo, com convites para shows, para cantar e mostrar meu som;, disse.

Para celebrar os 74 anos de idade do cantor, o Correio separou uma lista com 11 grandes sucessos de Alceu Valença. Confira:

[VIDEO1]


La Belle de Jour


Aah... hei! Lançada em 1992, a música tem um início marcante: ;Eu lembro da moça bonita/ da praia de Boa Viagem/ E a moça no meio da tarde/ de um domingo azul/ Azul era Belle de Jour;;

Anunciação


As músicas de Alceu Valença são recheadas de versos que ficaram para a história e Anunciação é uma delas, com o trecho ;Tu vens, tu vens/ Eu já escuto os teus sinais;, conhecido em todos os cantos do Brasil desde 1983.

Morena tropicana


;Morena tropicana/eu quero teu sabor, eh (Ô, iô, iô, iô)/ Ô minha gente tão bacana/ eu quero teu sabor (Ô, iô, iô, iô);. Esse é mais um refrão da faixa lançada em 1982.

Solidão


Na poesia, Alceu reflete sobre a solidão e tempo, acompanhado de um ótimo solo de guitarra. ;A solidão é fera/ a solidão devora/ É amiga das horas prima irmã do tempo/ e faz nossos relógios caminharem lentos/ causando um descompasso no meu coração;.

Flor de tangerina


Escolhida para trilha sonora da novela Velho Chico, da Rede Globo, a música se encaixou perfeitamente no contexto da história. A trama era focada no Nordeste. ;Hoje eu sonhei que ela voltava/ e vinha muito mais que linda/ À meia luz me acordava/ cheirando a flor de tangerina;.

Petrolina Juazeiro


O forró dessa canção é uma homenagem de Alceu para as cidades de Petrolina, município do interior de Pernambuco, e Juazeiro, município da Bahia. Na letra, o cantor recorda caminhos que passou em viagens entre os municípios. ;Hoje me lembro que no tempo de criança/ Esquisito era a carranca, e o apito do trem/ Mas achava lindo quando a ponte levantava/ E o vapor passava num gostoso vai e vem/ Petrolina, Juazeiro/ Juazeiro, Petrolina;.


Como dois animais


A música compõe o álbum Cavalo de pau, de 1982 e versa sobre a força do olhar de uma mulher. ;Uma moça bonita/ de olhar agateado/ deixou em pedaços o meu coração/ Uma onça pintada/ e seu tiro certeiro/ deixou os meus nervos/ de aço no chão;

Voltei, Recife


;Alô/ Voltei, Recife/ foi a saudade/ que me trouxe pelo braço/ quero ver novamente Vassoura/ na rua abafando/ Tomar umas e outras/ E cair no passo;. Próximo do axé, em Voltei, Recife, Alceu fala sobre a saudade da terra natal.

Coração bobo


Em uma sofrência mais animada, Valença fala sobre um coração iludido, mas sempre interagindo com o público nas apresentações ao vivo. ;Meu coração ;tá batendo/ como quem diz não tem jeito/ Zabumba bumba esquisito/ batendo dentro do peito/ Teu coração ;tá batendo/ como quem diz não tem jeito/ O coração dos aflitos/ pipoca dentro do peito;.


Pelas ruas que andei


Também pertencente ao álbum Cavalo de pau, a música Pelas ruas que andei fala sobre a busca pela pessoa amada. ;Rua das Ninfas, Matriz, Saudade/ Da Soledade de quem passou/ Rua Benfica, Boa Viagem/ Na Piedade tanta dor/ Pelas ruas que andei, procurei/ Procurei, procurei te encontrar;

Girassol


Para fechar com chave de ouro a lista: Girassol. ;Um girassol nos teus cabelos/ Batom vermelho, girassol/ Morena, flor do desejo/ Ah, teu cheiro em meu lençol;.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação