Diversão e Arte

Ray Fisher acusa Joss Whedon de ser abusivo com atores de Liga da Justiça

Depois disso, acusações de que o diretor teria ameaçado uma dublê voltaram à tona. Executivos negam ter sido coniventes com os abusos

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 02/07/2020 17:00
Ray Fisher
O ator Ray Fisher, que interpreta o personagem Ciborgue no filme Liga da Justiça (2017) postou um texto nas redes sociais no qual acusava o diretor Joss Whedon de comportar-se de maneira abusiva com os atores do longa-metragem. "O tratamento que Joss Whedon deu ao elenco e à equipe no set de Liga da Justiça foi nojento, abusivo, antiprofissional e completamente inaceitável. Ele foi apoiado, de muitos modos, por Geoff Johns e Jon Berg. Responsabilidade > Entretenimento", escreveu o ator no Twitter.

[SAIBAMAIS]Jon Berg, um dos produtores executivos citados por Fisher, negou as acusações feitas pelo autor em declaração para a revista Variety. ;São mentiras categóricas;, disse. ;Eu lembro que ele ficou bravo porque queríamos que ele dissesse ;booyah;, um bordão conhecido do Ciborgue nas animações;, contou Berg, sem entrar em mais detalhes.

Depois da declaração de Fisher, outra acusação voltou à tona: a de que Gal Gadot (Mulher-Maravilha) teria se recusado a filmar uma cena em que o Flash (Ezra Miller) caia por cima dela. Whedon teria trancado uma dublê dentro de um armário e ameaçado a carreira dela para coagi-la a fazer a cena. O rumor foi confirmado pelo fotógrafo Jason Laboy. Gal Gadot ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação