Diversão e Arte

Leonardo Villar, do clássico O pagador de promessas, morre, aos 96 anos

Artista começou nos palcos, nos anos de 1940, em jornada simultânea como alfaiate

Ricardo Daehn
postado em 03/07/2020 18:54

Leonardo Villar no papel que o consagrou: Zé do Burro

Depois de internado, ontem (02/07), em hospital de São Paulo, o ator Leonardo Villar morreu, hoje, vítima de parada cardíaca, aos 96 anos. Aluno da primeira turma da tradicional Escola de Arte Dramática, Villar teve poucas participações na televisão, entre as quais Laços de família (2000), Barriga de aluguel (1989) e O primeiro amor (1972), atração em que teve por desafio substituir o amigo Sergio Cardoso, morto, na vida real, no decorrer da novela. Foi no cinema, entretanto, que Villar ficou muito reconhecido, particularmente, pela composição de Zé do Burro, protagonista de O pagador de promessas, vencedor da Palma de Ouro no Festival de Cannes de 1962 e, ainda, como o primeiro ator premiado no embrionário Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, quando tomou parte da adaptação de A hora e a vez de Augusto Matraga (1965).

O teatro foi a morada de Leonardo Villar, tendo atuado sob direção de Bibi Ferreira e estimulado pela forte admiração por Dulcina de Moraes e tendo integrado o famoso TBC (Teatro Brasileiro de Comédia).

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação