Diversão e Arte

Johnny Depp afirma que estava drogado demais para agredir sua ex-esposa

As audiências, que devem durar três semanas, têm girado em torno dos excessos do ator

Agência France-Presse
postado em 09/07/2020 11:48
 (foto: BEN STANSALL/AFP)
(foto: BEN STANSALL/AFP)
Johnny DeppLondres, Reino Unido - O ator americano Johnny Depp explicou nesta quinta-feira (9), no terceiro dia de seu julgamento em Londres por difamação contra o tabloide britânico The Sun, que enquanto esteve casado com Amber Heard se drogava tanto que "não estava em condições" de machucá-la.

Depp, de 57 anos, processou o jornal sensacionalista e sua editora News Group Newspapers (NGN) por ter dado como certo em um artigo de 2018 que ele agrediu Heard.

A queixa tinha como objetivo limpar seu nome. Mas até agora, as audiências, que devem durar três semanas, têm girado em torno dos excessos do ator, que se apresentava como uma estrela deprimida, com insônia e problemas com drogas, e admitiu ter destruído clubes noturnos e suítes de hotel em todo o mundo enquanto tentava manter um casamento turbulento.

Na quarta-feira, reconheceu que estava de mau humor, com ciúmes de supostos casos extraconjugais de Heard e chegou a bater em uma parede até os dedos sangrarem.

O período 2014-2015 foi o ponto mais baixo de sua vida, afirmou, e admitiu ter algumas falhas de memória.

"Lembro-me de ter muitas dores e espasmos incontroláveis", disse sobre agosto de 2014, quando estava se desintoxicando com a ajuda de Heard e seu médico em sua ilha particular nas Bahamas.

"Não a empurrei nem a agredi de forma alguma e certamente não estava em condições de fazê-lo", afirmou. "Não estava em condições físicas de empurrar ninguém".

O casal se conheceu em 2011 no set de "Diário de um Jornalista Bêbado", se casou após a reabilitação de Depp em 2015 e se divorciou menos de dois anos depois.

Os advogados de Depp tentam mostrar Heard como uma manipuladora em busca de publicidade, que coletava provas prejudiciais contra o marido desde o início.

[SAIBAMAIS]Mas a NGN afirmou ter "evidências esmagadoras" de que o ator atacou repetidamente sua companheira entre 2013 e 2016. A advogada do grupo, Sasha Wass, contou cada episódio em detalhes.

"Ele puxou seus cabelos e lhe deu um tapa, cuspiu na cara enquanto segurava uma garrafa de licor que bebia", afirmou Wass.

"E durante todo o tempo em que gritava que a odiava, a jogou contra uma mesa de pingue-pongue, que desabou". "Não é verdade", dizia Depp após cada frase, passando a mão pelos cabelos.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação