Diversão e Arte

Pesquisa revela as áreas culturais mais atingidas pela pandemia da covid-19

Até o momento, 45% dos 1.677 profissionais e empresas respondentes declararam ter perdido 100% do faturamento entre os meses de maio e julho

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 09/07/2020 17:45
Festivais e feiras foram as áreas culturais mais impactadasOrganizadores de uma pesquisa para medir o impacto da pandemia do novo coronavírus nos setores cultural e criativo publicaram os primeiros resultados esta semana. No geral, até o momento, 45% dos pesquisados registraram perdas de 100% das receitas entre os meses de maio e julho. Juntos, os setores cultural e criativo movimentam R$ 171,5 bilhões por ano, o equivalente a 2,61% de toda a riqueza nacional, de acordo com dados da FIRJAN/SENAI, de 2019.

A pesquisa Covid-19 nos setores culturais e criativos do Brasil está sendo realizada pelo Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Estaduais de Cultura, em conjunto com o Sesc, a Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP e pela Representação no Brasil da Unesco. Até o momento, foram compilados dados de 1.677 participantes, incluindo 13 editoras, 11 empresas ou indivíduos que trabalham com produção literária e de conteúdo e oito livrarias.

Após o início do isolamento social para conter a curva de contágio da covid-19, as atividades mais impactadas com a perda total da receita foram os festivais e feiras (66,4%), seguidos do teatro (59,1%), da produção de filmes (53,9%), da música (49,5%).

Para o sociólogo Rodrigo Correia do Amaral, um dos coordenadores do levantamento, é preciso observar a presença da informalidade e da baixa remuneração na amostra: ;Apesar dos setores cultural e criativo contarem com uma mão de obra qualificada, na qual um percentual elevado de pessoas possuem o ensino superior completo, a natureza do trabalho é muito caracterizada pela informalidade e pela baixa remuneração;, comentou em entrevista ao site Publish News.

Live com o sociólogo

Nesta quinta-feira (9/7), às 16h, Rodrigo Correia, Orlando Rafael Prado, da Quincas Consultoria, e a livreira Monica Carvalho, da Livraria da Tarde, participarão de uma live transmitida pela página do PublishNews no Facebook. Na conversa, que será mediada por Talita Facchini, eles vão examinar os números apresentados nesta prévia, revelando também os primeiros dados referentes ao setor do livro.
Orlando reforça que a pesquisa Covid-19 nos setores culturais e criativos do Brasil pode ser respondida até o próximo dia 16. ;Após a divulgação da pesquisa pelo PublishNews, observamos um significativo aumento de participantes do mercado editorial e livreiro. A pesquisa segue até o dia 16 de julho e é fundamental a participação de todos os profissionais da cadeia do livro, desde profissionais autônomos envolvidos na produção e criação editorial, vendedores e gestores de livrarias, escritores, proprietários de editoras e livrarias;.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação