Diversão e Arte

Projeto Portfólio Sala Brasília estreia neste domingo com Marcelo Café

Elaborado por Adriano Rocha, programa consiste em um bate-papo musical com um artista novo a cada domingo

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 30/07/2020 17:00
Marcelo Café estreia em primeiro episódio do programa neste domingo (2/8)
Com a quarentena também veio uma pausa nas atividades culturais da cidade. Artistas ficaram sem palco e com prejuízos financeiros. Em parceria com o Sindicato dos Bancários do DF, o músico Adriano Rocha elaborou o projeto Portfólio Sala Brasília, que estreia no domingo (2/8) trazendo o artista Marcelo Café como primeiro participante.

O programa consiste em episódios no modelo de bate-papo, com média de 30 minutos cada um, com apresentações solos de músicos do Distrito Federal e do Entorno. Para a seleção dos artistas, são levadas em consideração as condições financeiras, impactadas pela pandemia, e também as questões de gênero e raça.

Quem inaugura o palco do programa é Marcelo Café, vencedor do Festival Brasília Independente em 2016, da Globo-DF, e do Festival Universitário de Música Candanga (Finca) em 2017, da UnB. Nascido em Niterói (RJ) e morador da Ceilândia por mais de 30 anos, o músico é reconhecido pelo trabalho de empoderamento de pessoas negras.

Intitulado como Portfólio Sala Brasília, o nome surge por conta das gravações feitas na casa do próprio músico elaborador do projeto, Adriano Rocha, na vila Rua do Mato, na Fercal. Além da divulgação e do auxílio aos artistas, isso também ajuda na criação de um portfólio profissional.

Serviço
Lançamento Portfólio Sala Brasília
Em 2 de agosto de 2020, domingo, com Marcelo Café. Gratuito com a transmissão via canal do Portfólio Sala Brasília no YouTube, às 20h.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação