Divirta-se mais

Sons da noite

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 31/01/2020 04:17
Queen sinfônico
Em turnê pelo país, chegará a Brasília, no dia 8 próximo, o concerto de Bohemian Rhapsody, versão inédita da trilha sonora do documentário homônimo sobre a trajetória de Freddie Mercury, o eterno vocalista da banda inglês Queen.

Apresentado pela Orquestra Petrobras Sinfônica, sob a batuta do maestro Felipe Prazeres, o espetáculo ocupará o palco do auditório master do Centro de Convenções Ulysses Guimarães. Essa versão inédita, com arranjos de Alexandre Caldi e Itamar Assieri reúne clássicos do Queen, como Love of my life, Don;t stop me now, Under pressure, We will rock you e We are the champions, além de Bohemian Rhapsody, composta por Mercury para o álbum A Night at the Opera. Não recomendado para menores de 12 anos.

Eu recomendo
Celso Andrade (voz), Dhema (guitarra e violão), Ivo Portela (baixo), Robson Marques (bateria), Paulo Veríssimo (guitarra e violão) e Flávio Constâncio (teclado) formam a Banda Distintos, criada há 23 anos. Hoje, às 22h, o grupo presta tributo à Legião Urbana, tocando Ainda é cedo, Faroeste caboclo, Geração Coca-cola, Índios, Que país é esse? e Pais e filhos, em show na garagem do Edifício Ion (601 Norte). Não recomendado para menores de 18 anos,

Cantando Caetano
Com quatro anos de existência, o bloco Divinas Tetas tornou-se uma das principais referências do carnaval de Brasília. O grupo, formado por 11 músicos e três vocalistas, que toca canções consagradas de Caetano Veloso, Gilberto Gil, Novos Baianos, Jorge Benjor e Mutantes, numa levada dançante, faz ensaio no dia 8, às 22h, no Outro Calaf (Setor Bancário Sul). Não recomendado para menores de 18 anos.

Em tributo
Ausente há algum tempo dos palcos da cidade, Ellen Oléria retorna no dia 7 para show na Cervejaria Criolina. A cantora, vencedora da primeira edição do The Voice Brasil, acompanhada por Rodrigo Bezerra (guitarra), Jhominha Medeiros (baixo), André Braz (bateria) e Serge Fransumkiewicz (teclados), reverenciará Nina Simone, interpretando canções imortalizadas pela diva do jazz, como Ain;tgo no, I got life, Feeling goog e My baby just cares for me. Não recomendado para menores de 18 anos.

Choro novo
O grupo Choro Raiz, formado na Escola Brasileira de Choro Raphael Rabello, tem em sua formação Luca Parente (cavaquinho), João Vitor (violão), Felipe Nunes (bandolim) e Mateus Timponi (pandeiro). O conjunto é destaque na roda de choro promovida pelo Terraço Shopping, na Praça Central, domingo, às 13h. Classificação indicativa livre.

Salve Iemanjá!
Alessandra Terribli presta tributo à Iemanjá em show amanhã, às 21h30, no Feitiço Mineiro (306 Norte). No show, a cantora brasiliense, acompanhada por banda, revisita músicas que evocam a Rainha do Mar, como Dois de fevereiro (Dorival Caymmi), Prece de pescador (Roque Ferreira) e Abraçar e agradecer (Gerônimo Santana). Não recomendado para menores de 18 anos.

Homenagem ao Rei
A cantora Marina Elali e o pianista Eduardo Lages (maestro da orquestra de Roberto Carlos) estarão de volta no dia 9 próximo, ao Espaço Cultural do Choro (Eixo Monumental), onde fizeram muito sucesso em 2019. No show, eles interpretarão consagradas canções românticas da obra do Rei, entre as quais Amor perfeito, Como é grande o meu amor por você, Como vai você e Outra vez. Não recomendado para menores de 14 anos.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação