Divirta-se mais

ROTEIRO-22

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 13/03/2020 04:17
Do teu saudoso Oswaldo
Museu Nacional dos Correios (SCS, Q.4, Bl. A, Edifício Apollo; 2141-9276). Hoje e amanhã, das 10h às 19h; e domingo, das 14h às 18h. Exposição com fotos, vídeos e cenografia, que explora a vida pessoal do cientista e sanitarista Oswaldo Cruz, a partir de correspondências dele com a mulher e os filhos. Entrada franca. Classificação indicativa livre.
Os ideais do Renascimento
DF Plaza Shopping (Rua Copaíba, lt. 1, Águas Claras). Até 17 de março. Hoje e amanhã, das 10h às 22h; e domingo, das 12h às 22h. Homenagem aos 500 anos do legado de Leonardo Da Vinci. Entrada franca. Classificação indicativa livre.
Construção obsessiva
Museu Nacional da República (SCS, lt. 2, Esplanada dos Ministérios). Até 29 de março. Hoje, amanhã e domingo, das 9h às 18h30. Mostra individual com obras do pintor baiano Aurelino dos Santos, autodidata, andarilho, e diagnosticado com transtorno mental, cuja obra é comparada à de pintores modernistas como Tarsila do Amaral e Alfredo Volpi. Entrada franca. Classificação indicativa livre.
Melvin Edwards
Museu Nacional da República (SCS, lt. 2, Esplanada dos Ministérios). Até 29 de março. Hoje, amanhã e domingo, das 9h às 18h30. Mostra individual do artista norte-americano Melvin Edwards, com esculturas feitas de materiais como aço, ferramentas de ferro, correntes e arame farpado, remetendo à segregação racial e à violência contra as populações negras. Entrada franca. Classificação indicativa livre.
Orixás: Geometria, símbolos e cores
Museu Nacional da República (SCS, lt. 2, Esplanada dos Ministérios). Hoje, amanhã e domingo, das 9h às 18h30. Mostra individual do artista brasiliense Josafá Neves, com pinturas geométricas, esculturas e instalações que aludem a 16 orixás cultuados no Brasil. Entrada franca. Classificação indicativa livre.
Exposição Olhar sem fronteiras: Madagascar ; uma viagem para dentro de nós
Espaço Cultural DF Plaza (R. Copaíba ; Águas Claras, 72025-065). Hoje, amanhã e domingo, das 10h às 22h. A missão humanitária organizada pela Fraternidade Sem Fronteiras se transformou em uma exposição com 33 fotos selecionadas, que trazem uma proposta de sensibilizar o público para o trabalho desenvolvido na ilha de Madagascar. As fotos retratam, com sensibilidade e magnetismo, o dia a dia dos malgaxes (grupo étnico de metade da população da ilha de Madagascar), além da sua luta pela sobrevivência, lidando com problemas como a escassez da água e os seus desdobramentos.
Entrada franca. Classificação indicativa livre.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação