Publicidade

Correio Braziliense

Venezuela ajusta taxas mínimas para poupanças

 


postado em 30/04/2008 12:22 / atualizado em 30/04/2008 12:27

Caracas - O Banco Central da Venezuela anunciou nesta quarta-feira (30/04) uma série de ajustes nas taxas de juros locais relacionadas às contas de poupança e aos cartões de crédito, assim como a instrumentos do mercado aberto. As medidas têm o intuito de fomentar uma taxa de poupança mais elevada e limitar o excesso de dinheiro na economia, o que, segundo o BC, seriam motivos para uma alta da inflação. A partir desta quinta-feira (01/05), as instituições financeiras devem remunerar a 15% ao ano as contas de poupança e a 17% ao ano os depósitos, de acordo com informações de um anúncio do jornal El Universal. O banco também estabeleceu a cobrança pelos bancos de uma taxa de juros máxima de 33% para cartões de crédito. A autoridade monetária venezuelana também anunciou novos níveis de taxas de juros para instrumentos de mercado aberto usados para restringir a liquidez da economia.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade