Publicidade

Correio Braziliense

ANTT vai refazer prova

Confusão no teste para técnico em regulação da Agência Nacional de Transportes Terrestres, com acusação de fraude, leva órgão a reaplicar avaliação. Detalhes serão decididos nos próximos dias


postado em 09/07/2008 08:30 / atualizado em 09/07/2008 09:04

Notícias de possíveis fraudes no concurso da Agência Nacional de Transportes Terrestre (ANTT) levou o órgão a pedir ao NCE-UFRJ, organizador da seleção, que as provas do cargo de técnico em regulação sejam reaplicadas. Uma comissão formada por integrantes da ANTT e do NCE se reúne esta semana para definir o novo cronograma. São oferecidos 228 vagas para o cargo e salário de R$ 2.275,93. A prova foi aplicada em 1º de junho. Doze dias depois, quando a lista de aprovados foi publicada, dois pontos chamaram a atenção dos candidatos reprovados. No Rio de Janeiro, a pontuação mínima para se ter a redação corrigida era bem mais alta da registrada no restante do país — 60 pontos. E, no mesmo estado, 102 dos 208 classificados tinham notas e sobrenomes semelhantes. A denúncia foi levada ao Ministério Público Federal e à Polícia Federal. Em princípio, o NCE descartou qualquer possibilidade de vazamento das provas e afirmou que iria investigar as denúncias recebidas. Seis dias depois, a organizadora divulgou uma lista com o nome de 102 candidatos, todos do Rio de Janeiro, excluídos da disputa acusados de usar escuta eletrônica. Na reunião prevista para os próximos dias serão definidos pontos importantes como a nova data para prova, se haverá reabertura das inscrições e se os candidatos que foram excluídos poderão participar. As seleções para os demais cargos — especialista em regulação, analista e técnico administrativo — não estão sob suspeita e seguem normalmente.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade