Publicidade

Correio Braziliense

Seleção da Câmara dos Deputados continua

 


postado em 04/10/2008 09:19 / atualizado em 04/10/2008 09:23

A Fundação Carlos Chagas (FCC) publicou ontem editais que dão continuidade ao concurso dos cargos de relações públicas, rádio e audiovisual da Câmara dos Deputados. É a primeira movimentação desde 2 de julho, quando foi homologado o resultado dos policiais legislativos, que não passaram por processos judiciais. Foi conhecido o resultado final da prova discursiva para analista legislativa — relações públicas após a vista das provas. No mesmo documento convocam os 17 candidatos aprovados — entre os 46 que passaram na prova discursiva — para apresentação dos títulos. A etapa é classificatória e vale 13,50 pontos. É preciso enviar a cópia autenticada da lista de documentos previstos no edital de abertura por Sedex para a FCC entre os dias 13 e 15 de outubro. Para quem disputa as vagas em rádio e audiovisual, anunciaram o prazo de pedido de vista das provas práticas, 9 e 10 de outubro. Aqueles que não concordarem com o resultado podem entrar com recurso nos dois dias subseqüentes ao fim do prazo, ou seja, 13 e 14 de outubro. Esses cargos saíram da lista de suspensos quando, em julho, o juiz da 20ª Vara da Justiça Federal no Distrito Federal, Alexandre Vidigal de Oliveira, considerou improcedente o cancelamento da segunda etapa da prova — em alguns casos discursiva e outros, prática. Na mesma ação, ficou estipulado que as avaliações dos cargos de TV, divulgação institucional e imprensa escrita seriam canceladas e refeitas. Na semana passada, a Câmara dos Deputados afirmou que neste mês será publicado o edital com os detalhes como cronograma, critérios de pontuação e correção, principais reclamações nos processos que levaram o concurso à justiça. A Casa informou ontem que, em breve serão divulgadas as regras para continuidade do concurso para médico nas especialidades de clínica médica e psiquiatria; enfermeiros nas áreas de enfermagem geral e enfermagem do trabalho e contador. Suspensos Ainda é necessária resposta da justiça sobre nove cargos. Na 9ª Vara da Justiça Federal estão sendo avaliados os casos dos bibliotecários, arquivistas, analistas de recursos humanos, taquígrafos e técnicos legislativos da área de assistente administrativo. E no Tribunal de Contas da União (TCU): médicos nas áreas de emergência e medicina do trabalho, odontólogos, taquígrafos, enfermeiros de emergência, analistas de recursos humanos e técnicos legislativos — paramédicos. Novidades serão conhecidas na próxima semana, quando está marcada a ação sobre o TCU. Em abril, o relator do caso, Benjamin Zymler, suspendeu preventivamente os cargos para investigar as denúncias de irregularidades feita pelos candidatos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade