Publicidade

Correio Braziliense

Dilma garante manutenção dos investimentos do PAC

 


postado em 10/10/2008 15:55 / atualizado em 10/10/2008 15:58

A ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, garantiu nesta sexta-feira (10/10) que os investimentos contidos no PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) serão mantidos mesmo com a crise financeira internacional, já que se trata de um dos instrumentos para manter o níveis de investimentos no país. "O PAC está hoje em pleno regime de cruzeiro", disse Dilma durante o fórum de CEO Brasil-Estados Unidos, em São Paulo, citando relatório da ONG (Organização Não-Governamental) Contas Abertas, que mostra um aumento do grau de execução orçamentário para as obras do plano. "Não há nenhuma revisão do PAC para baixo", garantiu a ministra. Dilma ressaltou o importante papel do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) em manter linhas de créditos disponíveis para que as empresas não sintam muito o efeito da falta de crédito disponível no mercado internacional. Porém, ela garantiu que esses financeimanetos não serão uma espécie de "socialização de perdas" para empresas que fizeram apostas mal sucedidas sobre o câmbio, como foi observado na Sadia, Aracruz e grupo Votorantim. "As linhas são de financiamentos. Logo serão pagas", disse a ministra. "Não se pode confundir o que acontece lá fora com o que acontece aqui [no Brasil]". Sobre os possíveis efeitos da crise no país, Dilma reiterou que os fundamentos macroeconomicos brasileiros são robustos, citando como exemplo de solidez o volume significativo de reservas internacionais, a inflação dentro da meta, a política fiscal e o fato das dívidas interna e externa não serem denominadas em dólar.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade