Economia

Índice de Preços ao Consumidor Semanal apresentou variação de 0,30%

;

postado em 16/10/2008 19:41
A inflação voltou a pisar no acelerador. O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) apresentou variação de 0,30%, ou seja, 0,14 ponto percentual acima da medição anterior. De acordo com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), esse foi o maior resultado desde a segunda apuração de agosto, quando o indicador subiu 0,34%. Os alimentos, mais uma vez, foram os vilões. O grupo alimentação subiu 0,22% na coleta de preços finalizada no dia 15 de outubro. Dos 21 gêneros alimentícios, 13 apresentaram alta. As carnes bovinas, por exemplo, passaram de 0,88% para 1,47%. Entre as frutas, o limão é um dos campeões de alta: disparou 68,36%. As hortaliças e legumes tiveram queda de 3,50%, contra redução anterior de 4,79%. Os laticínios, que antes diminuíram -2,49%, registraram variação negativa de 1,74%. Além dos alimentos, três das sete classes de despesas registraram aumento na segunda prévia da inflação de outubro. É o caso de habitação, que subiu 0,39%, vestuário, 0,93%, e saúde e cuidados pessoais, 0,30%. Os três grupos restantes apresentaram desaceleração de preços. Educação, leitura e recreação passou de 0,12% para 0,05%. Os transportes caíram de 0,13% para 0,10% e despesas diversas, de 0,86% para 0,49%. Além do IPC-S, o Índice Geral de Preços ; 10 (IGP-10) acelerou em neste mês. O indicador, também medido pela FGV, ficou em 0,78% na medição de 11 de setembro a 10 de outubro. Na apuração anterior, o IGP-10 registrou queda de 0,42%.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação