Economia

Tesouro dos EUA estuda ajudar na fusão Chrysler-GM

;

postado em 27/10/2008 18:10
O Departamento de Tesouro dos EUA estuda a possibilidade de de ajudar financeiramente uma possível fusão entre as montadoras General Motors (GM) e Chrysler LLC, disse uma fonte ligada ao governo americano. O Tesouro considera um valor em torno de US$ 5 bilhões, que poderia incluir injeção direta de capital ou compra de ações, afirmou a fonte, que falou em condição de anonimato. A decisão do governo dos EUA pode ser anunciada ainda nesta semana, completou a fonte. A GM tem sondado o governo americano por ajuda financeira no negócio. De acordo com fontes ligadas às empresas, o dinheiro federal é decisivo na conclusão da negociação. As montadoras estão entre as empresas mais afetadas pela crise financeira no mundo, principalmente nos Estados Unidos, onde as vendas de carros desabaram. A empresa surgida da fusão de ambas teria controle de 36% do mercado automobilístico dos EUA. Na semana passada, a Chrysler anunciou o corte de 6% de sua força de trabalho nos EUA, ou 1.825 vagas. A GM, por sua vezl, anunciou que vai cortar benefícios concedidos a empregados e o corte mais funcionários. No começo de outubro, a agência de classificação financeira Standard and Poor´s havia diagnosticado que a GM poderia enfrentar sérios problemas de tesouraria a partir do próximo ano. A empresa acumulou mais de US$ 66 bilhões em perdas desde 2005.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação