Economia

Bolsas de NY recuam com dado ruim sobre atividade industrial

;

postado em 05/11/2008 13:55
As Bolsas americanas iniciaram seus negócios nesta quarta-feira (5/11) com perdas, repercutindo negativamente dados sobre o desempenho da economia americana. Os investidores aproveitam o temor de recessão nos Estados Unidos para venderem seus papéis após as fortes altas de ontem nos principais índices. Nem mesmo a eleição do democrata Barack Obama no pleito presidencial americano ocorrido ontem é suficiente para fazer o mercado local mudar de humor. Às 13h40 (horário de Brasília), o Dow Jones Industrial Average - principal indicador da Nyse (Bolsa de Valores de Nova York, na sigla em inglês) - recuava 0,89%, a 9.539,82 unidades, enquanto ampliado S 500 perdia 0,87%, a 996,95 unidades. Na Bolsa tecnológica Nasdaq, o índice Nasdaq Composite tinha baixa de 1,13%, para 1.759,83 pontos. O principal motivo para o pessimismo dos investidores é o índice do setor de serviços de outubro apurado pelo ISM (Instituto de Gestão de Oferta, na sigla em inglês). O indicador ficou em 44,4 pontos, contra 50,2 em setembro - uma queda maior do que a esperada pelos analistas do setor. No início da semana, o mesmo ISM já tinha informado que a atividade industrial americana já havia arrefecido. Os dados mostram que a economia americana está em pleno processo de desaceleração - praticamente rumando para a recessão, uma vez que no terceiro trimestre o Produto Interno Bruto dos EUA já indicou retração de 0,3%. A vitória de Obama foi bem recebida pelos investidores, mas o mercado hoje leva à cabo uma de suas máximas: a de comprar no boato e de vender no fato. A próxima preocupação dos investidores será com os dados de emprego de outubro, que será divulgado pelo Departamento de Trabalho na sexta-feira. A expectativa é de ser anunciado o corte de 200 mil postos de trabalho.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação