Publicidade

Correio Braziliense

Bolsas asiáticas sobem com caçadores de ofertas

 


postado em 21/11/2008 09:22 / atualizado em 21/11/2008 09:23

A maioria dos mercados da Ásia ignorou a forte queda de Wall Street e fechou em alta nesta sexta-feira (21/11), estimulados pelos investidores em busca de ofertas de ocasião e a recuperação dos papéis do setor bancário. Novamente a exceção foi a China, que acompanhou a tendência das Bolsas dos Estados Unidos. A presença dos caçadores de ofertas, em particular nos papéis da China Construction Bank, e as esperanças do lançamento de um pacote de estímulo econômico por parte de governo chinês durante o fim de semana fizeram subir as cotações na Bolsa de Hong Kong. A recuperação nos demais mercados regionais também ajudou HK. O índice Hang Seng ganhou 360,64 pontos, ou 2,9%, e terminou aos 12.659,20 pontos. A queda em Wall Street fez as Bolsas da China fechar em baixa. Os mercados, contudo, recuperaram boa parte das perdas da manhã. O índice Xangai Composto recuou 0,7% e encerrou aos 1.969,39 pontos - o índice acumulou perda de 0,9% na semana. Já o Shenzhen Composto perdeu 0,8% e fechou aos 552,46 pontos. A recuperação do euro sobre o dólar no comércio asiático fez o yuan se valorizar sobre a unidade norte-americana no final do pregão. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,8311 yuans, de 6,8345 yuans do fechamento de quinta-feira. Após atingir na véspera o menor nível em mais de seis anos, a Bolsa de Taipé, em Taiwan, se recuperou e encerrou quatro pregões seguidos de queda. Com fraco volume de negociações, o índice Taiwan Weighted subiu 2% e terminou aos 4.171,10 pontos. O índice Kospi da Bolsa de Seul, na Coréia do Sul, mudou de direção e fechou acima da marca psicológica de mil pontos, ajudado pela notícia de que o Citigroup pode colocar-se à venda. Depois de cair para uma mínima de 914,02 pontos durante a manhã, o índice ganhou 5,8% e fechou aos 1.003,73 pontos. Na Bolsa de Sydney, na Austrália, o índice S&P;/ASX 200 saiu de uma mínima de quase cinco anos e teve alta de 1,9%, fechando aos 3.416,5 pontos. A Bolsa de Manila, nas Filipinas, fechou antes da recuperação dos outros mercados da região e o índice PSE acabou registrando baixa de 4,2%, terminando aos 1.765,90 pontos. O índice Strait Times da Bolsa de Cingapura subiu 3,00% e fechou aos 1.662,10 pontos. Às 7h15 (de Brasília), o índice SET da Bolsa de Bangcoc avançava 0,3%, aos 394,97 pontos. Preocupações sobre a contínua desvalorização da rupia e uma recessão global fizeram o mercado indonésio recuar, mas ficou ainda acima da mínima do dia depois da recuperação nos demais mercados asiáticos. O índice composto da Bolsa de Jacarta recuou 0,8% e fechou aos 1.146,28 pontos. O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, subiu 0,2% e fechou aos 866,88 pontos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade