Publicidade

Correio Braziliense

GDF reforça quadro de funcionários

 


postado em 12/01/2009 08:29 / atualizado em 12/01/2009 08:30

No Governo do Distrito Federal (GDF), o discurso de retomar a contratação de funcionários públicos se repete. Assim que assumiu o Buriti, o governador José Roberto Arruda optou por suspender as seleções públicas em nome da redução de gastos. Mas a partir deste ano, há um novo cenário. Em dezembro passado, foi anunciada a abertura de 8.468 vagas em órgãos da administração direta (3.373), segurança (2.465), saúde (1.700), educação (750) e gestão (180). A intenção é divulgar todos os editais das seleções públicas no primeiro semestre deste ano. Dois saíram nos primeiros dias do ano: polícias Civil e Militar, somando 1.070 vagas de nível superior. Espera-se para as próximas semanas o edital para selecionar monitores da Secretaria de Educação. Segundo o secretário de Planejamento do GDF, Ricardo Penna, as contratações deste ano levam em conta as distorções entre a evolução da quantidade de funcionários públicos e o aumento da população do Distrito Federal. Enquanto a primeira, nos últimos anos, foi de 4,7%, a segunda chegou a 20%. O pacote deste ano contemplará uma nova carreira, a de gestor público, que será lotada na Secretaria de Planejamento e Gestão e distribuída entre os órgãos do governo local. Serão 180 contratados, responsáveis pela formulação e acompanhamento da implementação de políticas públicas, além de avaliação de metas. O salário inicial dos gestores, que precisarão ter concluído o ensino superior e pelo menos uma especialização, vai variar de R$ 12 mil a R$ 16 mil.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade