Publicidade

Correio Braziliense

Blitz apreende contrabando na Feira dos Importados

Fiscais da Receita Federal fecham bancas de libaneses e recolhem dezenas de eletroeletrônicos e itens de informática que entraram no país de forma ilegal


postado em 12/03/2009 08:05 / atualizado em 11/03/2009 23:47

A Receita Federal apreendeu ontem R$ 1,5 milhão em mercadorias de informática e eletroeletrônicos na Feira dos Importados. As 10 bancas fiscalizadas pertencem a libaneses que já protagonizaram outras ações de combate ao contrabando, como na Operação Sete Erros, em 2007. Na chegada dos 40 agentes da Receita e 60 policiais rodoviários federais, diversas lojas baixaram as portas. Foram contabilizados aproximadamente 100 notebooks, 20 projetores, 500 máquinas fotográficas, 80 aparelhos de videogame e mais de 30 mil CDs e DVDs de jogos piratas. Segundo o chefe da Divisão Regional de Combate ao Contrabando e Descaminho da Receita Federal, Waltoedson Arruda, as investigações duraram dois meses. “Temos acompanhado estes comerciantes há algum tempo e descobrimos que novas empresas foram abertas por laranjas para manter o negócio”, comenta. Arruda admite que esses trabalhos pontuais não acabam com os crimes de contrabando e descaminho. “Fazendo apreensões atrapalhamos a logística do grupo e também as vendas.” De acordo com as investigações, o grupo tem familiares no Paraguai que garantem as compras e depois encaminham as mercadorias para Brasília em veículos de passeios. “Diversos carros usados para transportar os produtos foram apreendidos em Foz do Iguaçu”. O material apreendido foi encaminhado para o depósito da alfândega de Brasília. Sete erros A Operação Sete Erros ocorreu em julho de 2007 e resultou na prisão de 19 pessoas — entre eles sete irmãos da família que liderava o esquema de contrabando — em Brasília e em Foz do Iguaçu. Há um ano, a Polícia Federal constatou que grande parte dos eletroeletrônicos comercializados por esses lojistas na Feira dos Importados chegam ao Brasil depois de rejeitados no mercado externo. » Áudio: ouça entrevista com Waltoedson Arruda, chefe da divisão regional de combate ao contrabando

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade