Economia

Indústria paulista fecha 3.500 vagas e emprego cai 0,17% em maio

;

postado em 17/06/2009 12:22
Após dois meses de alta, o nível de emprego da indústria de transformação do Estado de São Paulo fechou maio com queda de 0,17% na comparação com abril, nos dados sem ajuste sazonal, segundo levantamento da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) divulgado nesta quarta-feira (17/06). Com isso, o setor fechou 3.500 vagas no mês passado. Considerando os dados com ajuste sazonal, que elimina características específicas de cada período, a baixa no emprego no mês passado foi de 0,69%. Em relação a maio do ano passado, a queda no nível de emprego foi de 7,65%, o que representa um corte de 176 mil vagas nesta base de comparação. No mês passado, dos 22 setores, 14 tiveram desempenho negativo, sete mais contrataram que demitiram e um ficou estável. O que mais contratou foi o de fabricação de coques, produtos derivados de petróleo e biocombustíveis, com alta de 3,1% de alta no nível de emprego, seguido por produtos alimentícios, com alta de 1,1%. Os que mais demitiram foram metalurgia, com queda de 1,8%, e máquinas, aparelhos e materiais elétricos, com recuo de 1,2%. Sensor Fiesp A Fiesp também divulgou hoje o Sensor Fiesp - indicador de perspectivas futuras da indústria paulista - da primeira quinzena de junho. O índice atingiu 50,8 pontos, contra 51,4 pontos verificados na segunda quinzena do maio. O índice varia entre 0 e 100 pontos, sendo que acima de 50 pontos indica otimismo e, de 50 para baixo, pessimismo. Entre os cinco subitens do Sensor, o que apresenta maior valor é o de mercado (58 pontos), seguidos por vendas (54,4), investimentos (51,9), emprego (48,9) e estoques (40,5).

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação