Publicidade

Correio Braziliense BOLHA GLOBAL

BC dos Emirados Árabes socorre bancos


postado em 30/11/2009 09:30 / atualizado em 30/11/2009 09:54

O Banco Central dos Emirados Árabes Unidos anunciou ontem um instrumento de liquidez adicional para os bancos comerciais. Na quarta-feira da semana passada, Dubai sacudiu o mundo financeiro ao pedir aos credores do Dubai World, o conglomerado por trás de sua rápida expansão, e da Nakheel, construtora de suas ilhas, que aguardem o pagamento de US$ 3,5 bilhões em dívida que deveria ser honrada em 14 de dezembro.

“O Banco Central emitiu uma nota aos bancos dos Emirados Árabes Unidos e às agências de bancos estrangeiros operando nos Emirados Árabes Unidos, disponibilizando a eles um instrumento especial de liquidez adicional relacionado à suas contas correntes no Banco Central, à taxa de 0,50 ponto percentual sobre a Eibor (taxa interbancária do país) de três meses”, afirmou a autoridade monetária do país, por meio de comunicado.

O BC não deu mais detalhes, acrescentando apenas que dará suporte aos bancos e que o sistema bancário do país está mais sólido e líquido hoje do que há um ano. “Isso é importante porque a principal preocupação é de que possa haver algum comportamento de pânico por parte dos correntistas em Dubai e dos banqueiros que queiram tirar depósitos do sistema bancário”, disse John Sfakianakis, economista-chefe do Banque Saudi Fransi-Credit Agricole Group. “Isso dará suporte à liquidez e à solidez geral do sistema bancário. O BC está mandando uma forte mensagem para todos de que fornecerá ampla liquidez e garantia aos bancos”, acrescentou. Como consequência do adiamento, o Dubai World gerou uma tempestade nas bolsas de valores em todo o mundo, que tiveram fortes perdas diante do primeiro sinal de fraqueza de uma das economias mais pujantes do mundo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade