Publicidade

Correio Braziliense

Indústria puxa recorde na geração de empregos


postado em 18/02/2010 13:51

Seis dos oito setores da economia puxaram a geração recorde de 181.419 mil empregos em janeiro de 2010. Dados divulgados nesta quinta-feira (18/2) pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) mostram que a indústria, o setor de serviços e a construção civil apresentaram no mês passado o melhor resultado da série.

Após a queda acentuada em dezembro de 2009, a indústria de transformação cresceu 17% em relação ao recorde anterior, em janeiro de 2008, e gerou 68.920 empregos. O setor de serviços, puxado pelo turismo, criou 57.889 postos, recorde considerando toda a série do Caged, assim como a construção civil, com 54.330 vagas. De acordo com o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, o recorde em janeiro significa a "plena recuperação e a entrada da indústria em 2010 a todo vapor" e da melhoria do setor externo com a retomada das exportações. "É uma demonstração de que o setor, que estava mais fraco em 2009, se recuperou definitivamente", afirmou. Dos setores pesquisados entre a indústria de transformação, apenas o de alimentos apresentou queda nos números, influenciado pela sazonalidade do período que registra fortes chuvas, por exemplo. O recuo foi de 0,08% ou 1.408 postos a menos. Entre as regiões do país, o Caged destaca que todas também bateram recorde na geração de empregos. Lideram a criação do número de postos de trabalho a Região Sudeste, com alta de 0,44% (79.652 vagas), a Sul, que teve crescimento de 0,86% (52.078) e a Centro Oeste, com avanço de 1%, equivalente a 24.271 vagas. Segundo o Caged, São Paulo, Minas Gerais e Santa Catarina apresentaram o maior saldo, com 51.159 novos empregos, 20.492 e 19.290, respectivamente.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade