Publicidade

Correio Braziliense

Empresário sem riscos


postado em 15/04/2010 09:54 / atualizado em 16/04/2010 12:19

Universitários de todo o país terão a oportunidade de se transformar em empreendedores sem correr os riscos do mercado competitivo real no Desafio Sebrae. O jogo, que está na 11ª edição, vai permitir que os jovens exerçam o talento de gestão em uma fábrica de instrumentos musicais imaginária. As inscrições terminam hoje e a organização, sob responsabilidade do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), espera atrair 150 mil participantes.

Mais moderno, funcional e interativo, a simulação será em 3D e vai incluir diversas situações vividas por empresários ao montar um negócio, desde o planejamento estratégico até como lidar com a concorrência. Os universitários se reunirão em grupos de três a cinco pessoas para enfrentar as etapas regionais, realizadas via internet, nas 27 unidades da federação. A semifinal e a final serão feitas em Brasília e em Recife. Os vencedores ganharão notebooks, vale-cursos do Sebrae e uma viagem de 10 dias para Barcelona, na Espanha, com todas as despesas pagas.

Participar do projeto, em 2002, fez a diferença para Rafael Campos Mendes, 26 anos, abrir uma loja de manutenção de computadores e venda de peças para informática. Apesar de não ter passado para a segunda etapa, o graduado em ciência da computação aplicou, na prática, o que aprendeu. "Em maio do ano passado, montei minha própria empresa, a Pro-Tech Informática. Por não ter capital suficiente para abrir uma loja física, criei uma na internet", revelou. Ele aprova a iniciativa como forma eficiente de aprendizado. "Achei muito bom. Além de incentivar a criação do próprio negócio, o jogo ensina como lidar com questões do dia a dia, como avaliar os riscos, tomar decisões e avaliar o mercado".

O tema – a indústria de instrumentos musicais – foi escolhido por se aproximar dos interesses dos jovens. "Queríamos algo que estivesse no mundo dos universitários. Será um momento de aprendizagem lúdica para os participantes", justificou o gerente de Atendimento Individual, Ênio Pinto. A procura está acima do esperado. Segundo ele, em 2009, no penúltimo dia de inscrições, havia 80 mil cadastros. Ontem, por volta de meio-dia, haviam sido recebidas 96 mil adesões. "Nossa meta inicial era chegar a 135 mil jovens participando e, agora, temos a perspectiva de atingir 150 mil", estimou. As inscrições terminam hoje no www.desafio.sebrae.com.br e custam R$ 30.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade