Publicidade

Correio Braziliense

Críticas à Telebrás


postado em 11/05/2010 16:00

Em meio às críticas ao governo por ressuscitar a Telebrás, o que custará R$ 3,2 bilhões aos cofres públicos, o atual secretário de Logística e Tecnologia da Informação (SLTI) do Ministério do Planejamento, Rogério Santanna, toma posse hoje como presidente da estatal. Defensor da reativação da empresa, ele enfrentará a ira da Abrafix, associação das companhias de telefonia fixa, que encaminhou carta à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) alertando para conflitos de interesse e uso de informação privilegiada pelos funcionários da Telebrás, que estão cedidos ao órgão. Santanna disse que vários conselheiros da Anatel se encasteleram nas operadoras logo depois de cumprirem quarentena, também cheios de dados estratégicos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade